Os voos da Virgin para São Paulo será operados com jatos Boeing 787-9 Dreamliner (Divulgação)

Os voos da Virgin para São Paulo será operados com jatos Boeing 787-9 Dreamliner (Divulgação)

A companhia aérea britânica Virgin Atlantic confirmou nesta quarta-feira (20) que vai operar voos diários entre Londres e São Paulo a partir de 2020. O serviço conectará o aeroporto de Heathrow, na capital da Inglaterra, ao Aeroporto Internacional de Guarulhos. O voo, com duração de 11 horas e 55 minutos, será realizado com jatos Boeing 787-9 com capacidade para 258 passageiros.

Essa será a primeira rota da Virgin Atlantic para um país na América do Sul. A companhia aérea foi fundada em 1984 pelo bilionário britânico Richard Branson, que também lidera outros empreendimentos no setor aeroespacial, como a empresa de turismo espacial Virgin Galactic.


“São Paulo representa uma oportunidade incrível para os negócios, e estamos muito animados para voar para um novo continente pela primeira vez”, disse Juha Jarvinen, vice-presidente executivo da Virgin Atlantic. A data exata de lançamento do novo voo para São Paulo ainda não foi definida.

Em comunicado, a companhia britânica informou que o voo entre Londres e São Paulo também será uma importante rota de carga e que espera transportar regularmente remessas de autopeças, produtos farmacêuticos, alimentos e produtos agrícolas.

“Há um número significativo de clientes corporativos e empresas multinacionais localizadas nesta ‘Powerhouse’ da América do Sul, que agora poderão aproveitar a experiência da Virgin Atlantic nesse movimentado caminho internacional”, completou Jarvinen.

Veja mais: Voos da Norwegian do RJ para Londres começam dia 31 de março