(Boeing)

O voo entre São Francisco e Zurique será realizado em cerca de 11 horas (Boeing)

Um Boeing 787 da companhia americana United Airlines voará nesta sexta-feira (14) de São Francisco, na costa oeste dos Estados Unidos, até Zurique, na Suíça, abastecido com uma combinação de querosene e biocombustível. O voo de aproximadamente 11 horas de duração será o maior já realizado pelo Oceano Atlântico por uma aeronave impulsionada com ajuda de combustível não-fóssil.

Segundo comunicado da companhia, os mistura entre os combustíveis na aeronave será de 70% de querosene e 30% de biocombustível derivado de carinata, uma semente do mesmo gênero da mostarda. O combustível especial é fabricado pela Agrisoma Biosciences, do Canadá, que firmou uma parceira com a United e o fórum global World Energy para viabilizar voos transatlânticos usando biocombustíveis.



“Com 11 horas, esse será o voo transatlântico mais longo realizado até hoje com biocombustível e, com o Boeing 787, que é eficiente em termos de combustível, representa o voo comercial de menor impacto ambiental”, disse o fundador e presidente da Agrisoma, Steve Fabijanski.

A Agrisoma também fornece seu combustível de carinata a companhia Qatas Airways, da Austrália. A empresa usa o biocombustível desde janeiro deste nos voos transpacíficos entre Melbourne e Los Angeles. As viagens com cerca de 15 horas de duração também são realizadas com o jatos 787.

De acordo com a empresa canadense, cada aeronave carrega cerca de 22,5 toneladas de biocombustível de carinata e reduz em 18.000 toneladas as emissões de carbono por voo, comparado a um jato voando somente com querosene.

Além de desenvolver o combustível e testá-lo, a Agrisoma também cultiva as sementes de carinata. Desde 2017, a empresa já plantou cerca de 50.000 acres da materia-prima, o suficiente para produzir quase 100 milhões de toneladas do biojet.

A empresa trabalha com agricultores na América do Norte e do Sul, Austrália e agora na Europa para abastecer os 787 da United que pousam na Suíça. “Desenvolvemos a semente a ajudamos a gerenciar a produção. Nós podemos fornecer um volume regular para a indústria”, disse o fundador da Agrisoma. O plano da empresa é dobrar o volume das colheitas a cada ano.

O voo mais longo do mundo operado com auxílio de biocombustível é a rota entre Cingapura e São Francisco, realizado pela companhia Singapore Airlines. A empresa voa nesse trecho com o jato Airbus A350-900 abastecido parcialmente com um combustível fabricado a partir de lixo orgânico.

Veja mais: Boeing mostra novo 777X com a tão esperada asa retrátil