As três versões do 787 na United: única no mundo a voar com todos eles (United)

A United Airlines não é o maior operador do 787 Dreamliner, mérito que cabe à japonesa All Nippon Airways (ANA), também lançadora do modelo, mas a companhia aérea americana é por enquanto a única no mundo a voar com as três variantes do moderno jato comercial.


Com o início dos voos do 787-10, maior versão do widebody, na segunda-feira (07) entre Los Angeles e Nova York, a United atingiu a marca, já que é também uma das maiores clientes das versões 787-8 e 787-9. Ao todo a empresa possui hoje em sua frota 40 unidades do modelo da Boeing – 25 787-9, 12 787-8 e três 787-10. O segundo deles deverá entrar em serviço em fevereiro assumindo o voo entre San Francisco e Nova York/Newark – em março ele assumirá seus primeiros destinos internacionais, entre eles Frankfurt, Tel Aviv, Paris e Barcelona.

Ao todo, a United possui 64 encomendas firmes do 787, 14 delas da variante -10, capaz de transportar até 337 passageiros em quatro classes: 199 na econômica, 54 na econômica plus, 40 na econômica premium (que é mais larga, espaçosa e reclina ainda mais) além de 44 lugares na classe “Polaris”, executiva com assento que reclina 180 graus.

Sucesso após início difícil

O 787 foi um projeto que deu trabalho para a Boeing. A fabricante americana buscou mudar os padrões dos jatos comerciais como uma aeronave de concepção diferente com uso intensivo de materiais compostos, aprimoramento aerodinâmico, motores mais econômicos, cabine mais silenciosa e janelas de maior área, entre outras inovações. No entanto, um problema com as inéditas baterias de íon de lítio fez com que os primeiros exemplares acabassem proibidos de voar até que uma solução para princípios de incêndios fosse encontrada, o que ocorreu um bom tempo depois.


Hoje, no entanto, o jato é um dos mais bem sucedidos do mercado com mais de 780 unidades entregues de um total de 1.400 aviões encomendados.

Veja também: United inicia voos transatlânticos de 787 com biocombustível

Boeing 787-10: United estreou avião no dia 7 de janeiro (Divulgação)