A Uber pretende testar seu primeiro veículo aéreo até 2020 (Embraer X)

A Uber pretende testar seu primeiro veículo aéreo até 2020 (Embraer X)

O plano da Uber de criar uma rede de transporte aéreo urbano para muitos parece um devaneio impossível. A empresa, no entanto, aposta alto na nova modalidade, digna de filmes de ficção científica, e ainda afirma que seus táxis voadores serão mais seguros do que os helicópteros são atualmente.

Em entrevista ao site FlightGlobal, Mark Moore, diretor de engenharia aeronáutica da Uber, acredita que a “previsibilidade” das rotas aéreas que empresa planeja implementar é a chave para eliminar muitas das situações inesperadas que sobrecarregam e ameaçam os pilotos de helicóptero.



“Uma das razões pelas quais a segurança de helicópteros não é tão boa quanto a segurança de outros aviões é porque existe um alto grau de incerteza operacional”, disse Moore. “Eles nem sempre estão voando exatamente na mesma rota, de uma porta do céu para outra, e é isso que estamos fazendo.”

Ao estabelecer linhas aéreas exclusivas, os operadores de táxis voadores podem estudar e reduzir os riscos ao longo desses caminhos, prevê o diretor da Uber.

“Temos uma enorme vantagem operacional em termos de segurança, onde estamos sempre repetindo a mesma coisa: uma viagem de uma porta do céu para outra porta do céu”, afirmou Moore. “A geografia é bem conhecida; as estruturas são bem conhecidas; o suporte e espaço aéreo é conhecido e faz parte da nossa estrutura de rede integrada.”

A adição de controles de voo autônomos para auxiliar e eventualmente assumir o voo também pode ajudar a evitar que os pilotos percam consciência situacional ou se tornem sobrecarregados, acrescentou o diretor.

Inicialmente, a Uber prevê que suas redes de transporte aéreo urbano atendam a uma região com diâmetro de 96,6 km. Outra vontade da empresa é que as aeronaves de seu serviço possam voar a cerca de 240 km/h, além de contar com pontos especiais para pousos e decolagem e postos de recarga rápida, uma vez que esses veículos serão impulsionados por motores elétricos.

A Uber planeja criar na próxima década uma rede de táxi voadores sob demanda (Uber)

A Uber planeja criar na próxima década uma rede de táxi voadores sob demanda e toda sua estrutura (Uber)

A Uber planeja lançar o novo serviço em três cidades até 2023, incluindo Los Angeles e Dallas, nos Estados Unidos, e mais uma cidade internacional que ainda será escolhida.

A Embraer é um dos fabricantes do setor aeroespacial que trabalha em parceria com a Uber para viabilizar o projeto. O plano da empresa brasileira, que participa da empreitada por meio da divisão Embraer X, é iniciar os primeiros testes de voo com os protótipos a partir de 2020.

Veja mais: Zunum Aero confirma primeiro cliente de avião comercial elétrico