A TwoFlex possui a maior frota de monomotores Cessna 208 Grand Caravan do Brasil (Divulgação)

A empresa aérea TwoFlex solicitou à ANAC nesta segunda-feira um pedido para obter slots (autorização de pousos e decolagens) no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O objetivo é operar rotas ligando o terminal na capital paulista a grandes centros no interior do estado de São Paulo e de outras localidades que atualmente não são atendidas pela aviação comercial.

Inicialmente, a empresa pretende oferecer voos regionais regulares para as cidades de Bauru, Franca e Barretos, e para o aeroporto de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Como explica a TwoFlex, suas operações são baseadas no modelo norte-americano conhecido como Essential Air Services (EAS), que liga os principais aeroportos e grandes hubs a localidades ainda não atendidas.


A TwoFlex é mais uma empresa interessada nos slots da Avianca Brasil em Congonhas. Ao todo, a companhia em processo de recuperação judicial tem 21 horários para pousos e decolagens no terminal paulista, disputados por Azul, Gol, Latam e Passaredo. O Airway ainda apurou que a Sideral Linhas Aéreas e MAP também desejam operar no aeroporto em São Paulo.

Com as operações suspensas desde o final de maio, a Avianca tem até outubro para voltar a operar em Congonhas. Se isso não acontecer, a ANAC terá de redistribuir os slots da companhia. De acordo com a regra atual, companhias “entrantes” tem direito a ficar com a metade dos horários disponíveis.

Quem é a TwoFlex?

Sediada em Jundiaí, a TwoFlex foi criada em 2013 com a união das empresas de táxi-aéreo Two Aviation e Flex Aero. O mote da empresa, hoje a maior operadora de táxi-aéreo do Brasil, são voos fretados de passageiros e de cargas, função na qual já atendeu uma série de clientes, como os Correios e o Exército Brasileiro.


A empresa também é dona da maior frota de monomotores Cessna 208B Grand Caravan do país, com 18 aparelhos em serviço. As aeronaves tem capacidade para transportar nove passageiros ou 1.200 kg de carga e autonomia para voar quase 2.000 km.

Em 2017, a TwoFlex recebeu da ANAC a certificação de Operação Complementar, autorizando o grupo a operar como uma companhia aérea regular de passageiros e atuar em parceria com outras companhias. Recentemente, a empresa anunciou um acordo de interline com a Gol.

Desde 2016, a TwoFlex opera trechos da Voe Minas Gerais, um programa de integração regional promovido pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). O projeto tem voos para 17 cidades mineiras.

A TwoFlex também é o mais novo membro da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR). O ingresso no grupo ocorre no momento em que a empresa tem ampliado seu portfólio e passado a oferecer transporte regular de passageiros no Brasil, com foco na aviação regional.

Veja mais: Primeiro voo do Boeing 777X é adiado para o final de 2019