O novo projeto da Terrafugia é dividido em módulos; cabine transporta 4 passageiros (Terrafugia)

O novo projeto da Terrafugia é dividido em módulos; cabine transporta 4 passageiros (Terrafugia)

Um dos nomes mais empenhados no desenvolvimento de carros voadores, a Terrafugia apresentou recentemente, durante a Heli-Expo 2018, em Las Vegas, nos Estados Unidos, um novo conceito para esse segmento, o TF-2. A ideia da vez é uma minivan modular, cujo compartimento de passageiros ou de cargas pode ser acoplado a uma espécie de helicóptero com design futurista.

De acordo com a empresa, o TF-2 é projetado para viagens curtas e para clientes “que desejam alcançar um novo nível de conveniência, conforto e eficiência”. O conceito mais recente da Terrafugia é bem diferente de seu primeiro projeto, o Transition (também chamado de TF-1), que funciona como um avião, exigindo uma pista de pouso e decolagem. Já o novo conceito oferece maior praticidade, pois pode decolar e pousar na vertical, exatamente como um helicóptero.


O novo projeto da Terrafugia é proposto com dois formatos: uma aeronave com rotores basculantes e outra no estilo que a empresa chama de “elevação e pusher”, com motores para o fase de voo vertical e outro para o horizontal, que “empurra” o veículo no ar.

Segundo dados preliminares do projeto, o módulo de transporte do TF-2 é concebido para transportar 4 passageiros ou 635 kg na versão cargueira. A startup ainda estima que o veículo, no “modo aéreo”, será capaz de alcançar velocidades de até 333 km/h e percorrer cerca de 550 km (números referentes a versão com motor pusher). Já seu custo operacional deve girar em torno de US$ 370 a US$ 420 por hora (entre R$ 1.196 e R$ 1.357), aponta o fabricante.

O TF-2 é proposto em duas versões, ambas capazes de pousar e decolar na vertical (Terrafugia)

O TF-2 é proposto em duas versões, ambas capazes de pousar e decolar na vertical (Terrafugia)

O TF-2 ainda é proposto para ser comandado por um piloto ou de forma autônoma. A aplicação do veículo também exigirá a criação de pontos de pouso e decolagem, onde serão realizadas a transferência do módulo do modo terrestre para o aéreo.

Carro avião será lançado em 2019

A Terrafugia também anunciou durante Heli-Expo que pretende apresentar e testar neste ano um protótipo aprimorado do carro-avião Transition e iniciar suas primeiras entregas a partir de 2019. O modelo vem sendo testado pela startup desde 2009.

O aparelho pode alcançar a velocidade máxima de até 185 km/h, voando (Terrafugia)

O Terrafugia Transition deve chegar ao mercado norte-americano em 2019 (Terrafugia)

No final de 2017, a Terrafugia foi adquirida pelo grupo chinês Geely, que também é dono das fabricantes de automóveis Volvo e Lotus. Desde então, o conglomerado asiático vem investindo forte na startup americana e já aumentou significativamente a estrutura da empresa, que hoje conta com 105 funcionários a mais, número seis vezes maior que o registrado no início de 2017.

A Terrafugia conta com instalações em São Francisco e Massachusetts, nos EUA. Já a produção dos veículos será realizada na China. O preço do Transition é estima em US$ 250 mil, o equivalente a R$ 809 mil.

Veja mais: Airbus apresenta conceito de carro voador