O Embraer E175 domina o segmento de jatos para 70 ocupantes na América do Norte (Embraer)

O Embraer E175 domina o segmento de jatos para 70 ocupantes na América do Norte (Embraer)

A Embraer anunciou nesta segunda-feira (2) um novo pedido firme da companhia SkyWest, dos Estados Unidos, para 20 aeronaves da família E-Jets. A compra avaliada em US$ 914 milhões será incluída na carteira de pedidos da fabricante do terceiro trimestre deste ano. Combinado com o anúncio do mês passado, a empresa norte-americana agora tem 45 aeronaves encomendadas com a fabricante brasileira.

Das 20 aeronaves do novo pedido, a SkyWest vai receber 15 jatos E175 SC (Special Configuration, ou Configuração Especial, no termo em inglês) configurados com 70 assentos. O modelo SC possui a mesma estrutura do E175, podendo ser adaptado para 76 lugares. O restante da encomenda são cinco modelos E175 convencionais, para 76 passageiros.



Com este novo contrato, a Embraer acumula vendas de mais de 380 jatos E175 para companhias aéreas na América do Norte desde janeiro de 2013, o que representa mais de 80% de todos os pedidos na categoria de jatos até 76 assentos.

Apesar da encomenda ser da SkyWest, as aeronaves da Embraer vão voar com os nomes de outras companhais: os modelos E175 SC serão operados pela Delta Connection, divisão da Delta Airlines, e os E175 com a Alaska Airlines. Ao todo, o grupo americano já conta uma frota de 104 E-Jets.

Todos os aviões da Embraer na frota da SkyWest são operados com as cores de parceiros, que ficam responsáveis pelo marketing e venda de bilhetes.

Outros parceiros do grupo que operam os jatos brasileiros são American Airlines, por meio da divisão de voos regionais American Eagle, e a United Airlines, com a subsidiária United Express.

Os E175 da SkyWest voam com as cores da Delta, American Airlines e Alaska Airlines (Divulgação)

Os E175 da SkyWest voam com as cores da Delta, American Airlines e Alaska Airlines (Divulgação)

Veja mais: Embraer anuncia venda de seis cargueiros KC-390 a Portugal