O voo regular mais longo da história, entre Singapura e Newark, percorre cerca de 16.700 km

O voo regular mais longo da história, entre Singapura e Newark, percorre cerca de 16.700 km

A companhia aérea Singapore Airlines quer retomar o voo mais longo do mundo, mas desta vez de forma lucrativa. A empresa encerrou em 2013 a operação sem escalas entre Singapura e Newark, nos Estados Unidos, devido a seguidos prejuízos nesse trecho, que muitas vezes não cobria o custo do combustível consumido no translado de 16.700 km.

Para retomar esse trecho, a companhia ainda depende de uma aeronave que possa cumprir essa operação de forma lucrativa – o voo era feito por aeronaves Airbus A340-500, de quatro motores e configurada para transportar 380 passageiros. “De fato, ainda não existe uma aeronave comercialmente viável para realizar essas operações sem escalas entre Singapura e Newark”, afirmou o presidente da companhia, Goh Choon Phong, à agência Bloomberg.


Segundo declarações do executivo, a companhia está negociando com fabricantes de aviões a fim de desenvolver um modelo que possa cumprir a longa de forma economicamente viável. Atualmente, as únicas aeronaves novas capazes de cumprir esse trecho é o Boeing 747-800 e o Airbus A380. O plano da empresa é retomar os voos diretos para o EUA “o mais rápido possível”, finalizou Phong.