O novo sistema de internet da Qantas vai estrear no jato Boeing 737 (Qantas)

O primeiro voo da Qantas livre de resíduos foi iniciado na rota entre Sidney e Adelaide (Qantas)

A companhia aérea Qantas Airways, da Austrália, lançou na manhã desta quarta-feira (8) o primeiro voo comercial que não produz resíduo algum, entre Sydney e Adelaide. Todos os produtos a bordo da aeronave nesse trecho serão descartados por meio de compostagem, reutilização ou reciclagem, informou a empresa.

Falando hoje antes da partida do voo QF739, o CEO da Qantas, Andrew David, disse que a primeira viagem de teste era um marco importante para o plano da companhia aérea de reduzir o desperdício. A empresa planeja cortar 100 milhões de itens descartáveis de plástico até o final de 2020 e eliminar 75% do lixo acumulado nos voos até o final de 2021.


“No processo de transportar mais de 50 milhões de pessoas todos os anos, a Qantas e a Jetstar (companhia low-cost do grupo Qantas) atualmente produzem uma quantidade de resíduos equivalente a 80 jatos Boeing 747 totalmente carregados”, disse David. “Queremos oferecer aos clientes o mesmo nível de serviço que eles desfrutam atualmente, mas sem a quantidade de resíduos que o acompanha”.

O CEO da companhia disse que o voo entre Sydney e Adelaide, realizado em jatos Boeing 737-800, normalmente produz 34 kg de lixo e no ano todo alcança um total de 150 toneladas.

“Este voo é sobre o teste de nossos produtos, refinando o processo de desperdício e obtendo feedback de nossos clientes”, afirmou o executivo.

Todos os itens descartáveis de plástico a bordo do voo foram substituídos por alternativas sustentáveis ou removidos. Alguns dos recipientes para refeições utilizados no trecho são feitos de cana-de-açúcar e o talheres são produzidos a partir de amido, que são biodegradáveis.

Além do cuidado em utilizar itens biodegradáveis ou recicláveis, os clientes do “voo verde” da Qantas, sempre que possível, são orientados a utilizar somente cartões de embarque digitais e etiquetas eletrônicas para evitar o desperdício de papel.

A iniciativa de redução de resíduos da Qantas foi denominada The Bowerbird Project, em homenagem ao pássaro australiano que reutiliza pequenos pedaços de plástico para construir seu ninho.

Veja mais: Passageiros evitarão 737 MAX “por um longo período”, aponta pesquisa