Deputado afirma que porte de arma para pilotos pode aumentar a segurança de operações aéreas em regiões isoladas (Thiago Vinholes)

Porte de arma para pilotos pode aumentar a segurança de operações aéreas em regiões isoladas (Thiago Vinholes)

O Deputado Federal Vicentinho Júnior (PR/TO) apresentou nessa terça-feira (15), na Câmara dos Deputados, o Projeto de Lei n. 8287/2017, que autoriza o porte de arma de fogo aos pilotos comandantes de aeronaves.

Como explica o texto sobre a projeto de lei, a medida servirá para que os passageiros e a tripulação tenham mais segurança durante os voos, já que as atividades exercidas pelos pilotos vão além do transporte aéreo regular, sendo que muitos o fazem em locais ermos e sem a possibilidade de contar com qualquer apoio em eventuais situações de risco.

Vicentinho Júnior destaca que várias vezes aconteceram nas regiões amazônicas, dos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, zonas de fronteiras, na aviação agrícola, casos de sequestros de pilotos, desaparecimentos, assaltos, e outras violências e ameaças.

A proposta estabelece, ainda, que o porte do comandante terá validade em todo o território nacional e que a autorização estará condicionada aos demais requisitos dispostos no Estatuto do Desarmamento.

Para aprovação, a medida ainda precisa ser aprovada com maioria absoluta em votação na Câmara dos Deputados e, em seguida, pelo Senado Federal.

Veja mais: Você entende o “avionês” falado por pilotos e funcionários de aeroportos?