O primeiro 777 serviu como avião de teste da Boeing e na aviação comercial completou mais de 50 mil voos com a Cathay Pacific (Divulgação)

O primeiro 777 serviu como avião de teste da Boeing e na aviação comercial completou mais de 50 mil voos com a Cathay Pacific (Divulgação)

A Boeing e a companhia Cathay Pacific anunciaram nesta terça-feira (18) que estão doando o primeiro jato 777 ao Pima Air & Space Museum, em Tucson, Arizona, nos Estados Unidos. A icônica aeronave, um modelo 777-200 com prefixo B-HNL, voará ainda hoje do aeroporto sede da empresa aérea, em Hong Kong, até seu ponto de descanso final e preservação.

A Boeing voou com o primeiro 777-200 em 12 de junho de 1994 e continuou a usá-lo como avião de testes por vários anos. No ano 2000, a aeronave se juntou à frota de Cathay Pacific e foi aposentado do serviço comercial em maio deste após 18 anos de serviço. Durante seu tempo com a empresa asiática, o modelo B-HNL operou 20.519 voo e registrou 49.687 horas de voo.



“Como o primeiro 777 do mundo, o B-HNL ocupa um lugar muito especial na história de nossa companhia aérea e da aviação comercial. Estamos muito satisfeitos de em breve trazê-lo aos entusiastas em sua nova casa do Arizona”, disse Rupert Hogg, CEO da Cathay Pacific.

“Nossas aeronaves 777-200 nos serviram excepcionalmente bem nas últimas duas décadas e, à medida que nos os aposentamos progressivamente nos próximos meses, esperamos ansiosamente receber o 777-9 de última geração em nossa frota a partir de 2021″, acrescentou o executivo.

Na década de 1990, a Cathay Pacific foi uma das poucas companhias aéreas a fornecer informações para o 777 na fase de projeto, o que deu à epresa de Hong Jong a oportunidade de aperfeiçoar os recursos da aeronave para atender suas necessidades. Hoje, a empresa asiática opera uma das maiores frotas de “Triple Seven” do mundo, com mais de 50 aeronaves.

A Cathay Pacific foi um dos primeiro operadores do 777 na década de 1990 (Divulgação)

A Cathay Pacific foi um dos primeiro operadores do 777 na década de 1990 (Divulgação)

O presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes, Kevin McAllister, destacou a contribuição da Cathay Pacific durante a fase de desenvolvimento do 777: “A Cathay Pacific tem sido fundamental para o tremendo sucesso do programa 777. A companhia aérea contrubuiu muito para o design original do avião e tem sido um dos seus maiores embaixadores desde então. E agora eles são clientes de lançamento do novo 777X. Estamos entusiasmados em fazer parceria com a Cathay nesta doação para o museu como uma maneira de compartilhar a notável história do Boeing 777 por muitos anos”.

Veja mais: Boeing mostra o novo 777X com a tão esperada asa retrátil