Concepção artística do KC-390 com as cores da Força Aérea Portuguesa (Divulgação)

O governo de Portugal e a Embraer assinaram nesta quinta-feira (22), em cerimônia realizada nas instalações da fabricante brasileira em Évora, o contrato para aquisição de cinco jatos de transporte multimissão KC-390. O acordo avaliado em 827 milhões de euros também inclui suporte e serviços para as aeronaves por 12 anos e um simulador de voo. As entregas estão programadas para começar em 2023 e devem ser concluídas até 2027.

Em comunicado, a Embraer aponta que o KC-390 atende os requisitos da Força Aérea Portuguesa (FAP) sendo capaz de realizar diversas missões civis, incluindo apoio humanitário, evacuação médica, busca e salvamento e combate a incêndios florestais e acrescenta capacidades superiores de transporte e lançamento de carga e tropas, e reabastecimento em voo.


“Este é o coroamento de um criterioso processo de seleção que nos deixa orgulhosos, representando o ingresso do KC-390 no mercado internacional. O KC-390 atenderá às necessidades operacionais de Portugal, garantindo a capacidade de integração com as nações aliadas pelas próximas décadas”, afirmou Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

Portugal é o maior parceiro internacional do programa KC-390 e participa do desenvolvimento e produção da aeronave. Outros países envolvidos no projeto são a Argentina e República Tcheca.

Comandante da Força Aérea Portuguesa, General Joaquim Borrego; Primeiro-ministro de Portugal, António Costa; e presidente da Embraer Defesa & Segurança, Jackson Schneider, durante cerimônia para assinatura de contrato para aquisição do KC-390 (Embraer)

Assim como no Brasil, o objetivo de Portugal com a aquisição do KC-390 é substituir a antiga frota de turbo-hélices C-130 Hercules, da norte-americana Lockheed Martin. A FAP possui atualmente quatro Hercules em serviço e eles devem continuar em operação por mais uma década.

O KC-390 recebeu o Certificado de Tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil em outubro de 2018 e está em plena produção seriada. A entrega da primeira unidade para a Força Aérea Brasileira deve acontecer no próximo dia 4 de setembro.

Veja mais: “Avião-radar” modernizado da FAB completa primeiro voo