A tenente Mayara ingressou na PM de São Paulo em 2005 (Johnny Muga De Chiara/Divulgação)

A Polícia Militar de São Paulo tem sua primeira comandante de aeronave mulher. A 1° tenente Mayara Roberta Mieki Tanaka de Moraes foi declarara apta nesta quarta-feira (26) para assumir o comando dos helicópteros “Águia” após cumprir todas as etapas de ascensão de comando, que envolvem o treinamento de voo avançado e o programa de voos avaliados.

Mayara ingressou na Academia da Polícia Militar do Barro Branco em 2005 por influência do pai, que foi policial, mas deixou a corporação nos anos 1990 para trabalhar no Japão.


“Mas aí ficou meio que um arrependimento de ter saído, eu acho, aí ele incentivou a gente a entrar”, lembrou a tenente. “Ele sempre comentava como era o serviço na polícia e isso influenciou. Tanto que sou tenente e meu irmão também. Então nós dois seguimos a carreira que seria do meu pai.”

“Ingressei em 2005, com 17 anos, era bem nova, mas a polícia me ensinou muita coisa. A formação na polícia ensina muita coisa. Então, apesar de ter ingressado bem jovem, a gente tem bastante ocorrência, bastante vivência, que fazem a gente amadurecer um pouco mais rápido por causa dessas situações que a gente acaba vivendo”, declarou a tenente, hoje com 31 anos de idade.

Quando se formou, em 2008, a tenente Mayara passou a trabalhar no 18º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM/I), em Presidente Prudente, e um ano depois seguiu para o 42º BPM/I, em Presidente Venceslau. Em 2013, a oficial ingressou no Grupamento Aéreo da PM de São Paulo, sendo que desde 2015 atua na Base de Aviação de Presidente Prudente.

Além de participar de operações policiais, os helicópteros Águia também realizam missões como salvamento no litoral de São Paulo, contenção de áreas florestais incendiadas, resgate aeromédico e transplante de órgãos para transplantes.

Veja mais: Número de pilotos mulheres no Brasil cresceu 106%