Pouso paralelo em San Francisco

Pouso paralelo em San Francisco

Se no Brasil os pousos paralelos de aviões ainda são algo difícil, nos Estados Unidos é comum ver esse tipo de operação com frequência. Não só as companhias, pilotos e pessoal do controle estão acostumados a esse procedimento como pesa contra nosso país o fato de termos na prática apenas um aeroporto com pistas paralelas suficientemente distantes para executar essa manobra com segurança, o Juscelino Kubitschek, em Brasília.

Mas mesmo nele, as primeiras experiências acabaram sendo frustrantes e os pousos desse gênero, suspensos por ora. Mas quando vemos o que o aeroporto de San Francisco, na California, é capaz de fazer, certamente uma sensação de incredulidade vem à tona.



O aeroporto possui quatro pistas que se cruzem como numa cruz. As duas maiores (10L/28R e 10R e 28L) tem entre  e 3,5 mil e 3,6 mil e são usadas com mais frequência. E é nelas que vemos algumas das mais impressionantes aproximações.

Com uma distância entre os eixos de menos de 230 metros, as duas pistas são palco de pousos praticamente simultâneos, com aeronaves lado a lado a ponto de ser possível assistir a aproximação do outro avião como se você estivesse no palco de um cinema. Airway separou a seguir alguns vídeos que mostram esses fabulosos pousos e como o treinamento e a preocupação com segurança podem tornar essa proeza em algo rotineiro.

Um Boeing 777 da Asiana e um 757 da United

Um passageiro a bordo de um Embraer Emb-120 Brasilia grava o pouso de um Airbus A319

Um Boeing 737 da Southwest (acredite, em primeiro plano) toca um pouco antes de um Boeing 747-400 da United

A bordo de um A320 da Virgin, o passageiro assiste de camarote ao pouso de um 777 da Asiana