O G600 é um dos jatos executivos com maior alcance do mercado, capaz de voar por 12,038 km (Gulfstream)

A fabricante Gulfstream Aerospace anunciou na última semana que recebeu os certificados de tipo e de produção da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) para o novo jato executivo G600. Com o avião e sua linha de montagem homologados, a fabricante norte-americana tem caminho livre para iniciar as entregas do modelo, programadas para este ano.

“Obter as duas autorizações no mesmo dia é uma evidência da maturidade dos nossos processos de produção do G600 e fala da segurança e confiabilidade do projeto da aeronave”, disse Mark Burns, presidente da Gulfstream. “O trabalho árduo de nossa equipe, incluindo quase 100.000 horas de testes em nossos laboratórios e mais de 3.200 horas de voo, mostra nossa dedicação à segurança e a nossos clientes.”


O FAA concede o certificado de tipo após o projeto de uma aeronave comprovar sua conformidade com os regulamentos da aviação. O certificado de produção, por sua vez, é emitido quando o fabricante demonstra que suas instalações de montagem e gerenciamento atendem os requisitos de segurança e confiabilidade da agência americana.

O G600 é um dos jatos executivos com maior alcance do mercado, capaz de percorrer até 12.038 km voando em velocidade de cruzeiro de Mach 0,85 (1.049 km/h), o suficiente para voar de São Paulo até Moscou, na Rússia, sem paradas.

O novo avião da Gulfstream, porém, pode voar mais rápido e por pouco não rompe a barreira do som, alcançado o máximo Mach 0,92 (1.136 km/h). Com esse desempenho, a aeronave já conquistou 11 recordes de velocidade entre pares de cidades, todos em Mach 0,90 (1.111 km/h).

Desenvolvido para suceder o modelo G550, lançado em 2004, o G600 chega com a promessa de ser quase 20% mais rápido, mas com o mesmo consumo de combustível. A nova série de jatos executivos da Gulfstream também inclui o G500, que estreou no ano passado.

Cabine premiada

A cabine do G600 pode receber até 19 passageiros (Gulfstream)

O G600 é projetado para receber até 19 passageiros em uma cabine que pode ser configurada em três áreas de convivência, além do espaço reservado para descanso da tripulação. O interior da aeronave, inclusive, recebeu um dos maiores prêmio do setor em 2018, o Private Jet Design concedido pela International Yacht & Aviation Awards.

Outra parte que chama atenção no G600 é o cockpit, considerado um dos mais avançados da indústria. A aeronave avaliada em US$ 54,5 milhões (cerca de R$ 209,7 milhões) é equipada com Symmetry Flight Deck desenvolvido pela Gulfstream, que inclui controles por sidesticks e 10 telas sensíveis ao toque.

Veja mais: Boeing entrega último jato série 737 NG