O Praetor 600 pode voar a mais de 1.000 km/h (Embraer)

O Praetor 600 pode voar a mais de 1.000 km/h (Embraer)

O Praetor 600, novo jato executivo da Embraer, alcançou nesta semana uma marca histórica para aeronaves da categoria “super-médio”, ao voar de São Paulo até Fort Lauderdale, na Flórida, Estados Unidos, sem a necessidade de paradas para reabastecimento. De acordo com a fabricante, a aeronave percorreu quase 7.000 km e pousou no destino com as reservas de combustível exigidas pelas autoridades aeronáuticas.

Nunca um avião dessa categoria voou tão longe. O trajeto realizado pelo Preator 600 ainda foi intencionalmente mais longo, sobrevoando o espaço aéreo da Colômbia, e transportando peso equivalente ao de seis passageiros e bagagem. A Embraer ainda informou que o voo, ocorrido na quarta-feira (8), enfrentou ventos frontais acima da média histórica da rota. Até então, o avião do segmento super-médio com maior autonomia era o Gulfstream G280, capaz de percorrer 6.667 km – a autonomia máxima do Praetor 600 em velocidade de cruzeiro chega a 7.400 km.


O Praetor 600 foi desenvolvido pela fabricante durante dois anos de maneira secreta no Brasil e o projeto foi revelado no final ano passado. A Embraer explicou que durante esse período suas equipes de engenharia foram estimuladas a criar tecnologias que permitisse o lançamento de um novo produto a partir da plataforma do Legacy 500 – lançado em 2014 – e que oferecesse um novo patamar de autonomia de voo e performance. A nova série também inclui o modelo Praetor 500, baseado no Legacy 450.

A cabine do Praetor 600 pode receber entre oito e 12 passageiros (Embraer)

A cabine do Praetor 600 pode receber entre oito e 12 passageiros (Embraer)

Os principais elementos que colaboram para a grande autonomia do Praetor 600 são os novos winglets, dispositivos que reduzem o arrasto aerodinâmico do avião, e a instalação de dois tanques extras para levar mais querosene. A aeronave também tem motores mais potentes comparado aos usados no Legacy 500, permitindo alcançar a velocidade máxima de Mach 0,83 (1.024 km/h). O jato ainda possui comandos de voo digital 100% fly-by-wire e sistema de redução ativa de turbulência, que segundo a Embraer aumenta a precisão e eficiência do voo.

O Praetor é projetado para receber entre oito e 12 passageiros e possui assentos que combinados são transformados em camas. Cada unidade do novo jato da Embraer é avaliada em US$ 21 milhões (e o Praetor 500 custa cerca de US$ 16,9 milhões).

A aeronave foi recentemente certificada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e, de acordo com a fabricante, aguarda para as próximas semanas a homologação dos órgãos de segurança aeronáutica da Europa (EASA) e América do Norte (FAA).


Veja mais: Novo Airbus ACJ319neo estabelece novo recorde em voo de teste