O primeiro A330-800 está sendo fabricado na sede da Airbus em Toulouse, na França (Airbus)

O primeiro protótipo do A330-800 está sendo fabricado na sede da Airbus em Toulouse, na França (Airbus)

A Airbus anunciou nessa quarta-feira (29) o envio da primeira unidade do novo jato A330-800 para a linha de montagem final em Toulouse, na França, onde todas as partes do projeto serão combinadas e o avião preparado para os testes iniciais de performance e certificação. O modelo 800 complementa a nova linha A330neo, já em fase de testes de voo com a versão A330-900, que decolou pela primeira vez em outubro deste ano.

O A330-800 é o substituto do A330-200 e traz alterações que ajudam a reduzir o consumo de combustível em cerca de 25% (medida por assento) comparado ao seu antecessor, o que consequentemente aumenta o alcance da aeronave: o novo modelo tem alcance de 13.900 km, contra 13.450 km da série atual.



A capacidade de passageiros da aeronave segue igual, com opções de interior que podem comportar de 257 a 406 assentos. O comprimento do modelo também muda, ficando em 58,8 metros, ao contrário da envergadura das asas, que ganhou mais 3 metros de extensão e chegou a 64 m.

Segundo a Airbus, o voo inaugural do A330-800 está previsto para acontecer no primeiro semestre de 2018, ao passo que sua entrada em serviço na aviação comercial é esperada para até o final de 2019. O A330-900, que pode transportar até 440 passageiros, está programado para ser certificado e lançado no próximo ano, com a companhia TAP, de Portugal.

A Azul é outra empresa que também confirmou pedidos pela maior versão do A330neo.

O A330-800 por enquanto tem apenas seis unidades encomendadas (Airbus)

O A330-800 por enquanto tem apenas seis unidades encomendadas (Airbus)

O modelo é finalizado na principal fábrica da Airbus, em Toulouse, na França (Airbus)

O modelo é finalizado na principal fábrica da Airbus, em Toulouse, na França (Airbus)

Diferentemente do A330-900, que acumula 206 pedidos, o modelo 800 por enquanto recebeu apenas seis encomendas, todas da companhia Hawaiian Airlines. O A330-800 é avaliado em US$ 254,8 milhões, enquanto a versão 900 custa cerca de US$ 290,6 milhões.

O A330 é atualmente um dos principais aviões widebody (de fuselagem larga) do mercado, com mais de 1.700 unidades entregues desde 1994 para 117 empresas pelo mundo todo. No Brasil, o jato de longo curso da Airbus é utilizado pelas companhias Azul e Avianca em voos internacionais.

Veja mais: Novo gigante da aviação comercial, Airbus A350-1000 é liberado para estrear