Embraer E190-E2 durante cerimônia de recebimento da sua homologação (Thiago Vinholes)

O jato de nova geração Embraer E190-E2 agora está a um passo de iniciar sua carreira na aviação comercial. A fabricante recebeu nesta quarta-feira (28), em sua sede em São José dos Campos (SP), a tripla certificação, da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), FAA (equivalente americano) e EASA (Europa) que libera a aeronave para voos comerciais. A homologação também permite a entrega das primeiras unidades: o primeiro E190-E2 de série será entregue a companhia Widerøe, da Noruega, em abril.

“A certificação do E190-E2 é um marco crucial no programa. É razoável admitir agora que as discussões comerciais com operadores em todo o mundo serão aceleradas”, disse John Slattery, presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial.



A aeronave mantém a mesma capacidade de passageiros (de 100 a 114 ocupantes) do primeiro E190, mas traz uma série de inovações tecnológicas que facilitam seus comandos e, principalmente, diminuem o consumo de combustível. Segundo a Embraer, o E2 é 17,3% mais eficiente que o modelo da primeira geração, o que permite realizar voos de maior autonomia: o E190-E2 tem alcance de 5.330 km, contra 4.540 km do E190.

As principais novidades na aeronave são os comandos de voo 100% computadorizados, chamados na indústria de “full fly-by-wire”, e os motores turbofan Pratt & Whitney PW1900G da nova linha PurePower, também utilizada em jatos como o Airbus A320neo e os Bombardier Cseries.

O novo jato da Embraer também utiliza um novo desenho de asas, de maior envergadura (de 28,7 metros para 33,7 m) e ficou ligeiramente mais alto (de 10,5 m para 11 m) – a altura do conjunto de trem de pouso foi elevada por conta do novos motores, que são maiores. Já o comprimento da fuselagem foi mantido em 36,2 metros.

E-Jets 2

A Embraer anunciou o programa de desenvolvimento da nova família E-Jets 2 em junho de 2013, durante o Paris Air Show, na França, e em menos de cinco anos o primeiro protótipo foi revelado. O E190-E2 foi apresentado em 25 de fevereiro de 2016 e seu voo inaugural em 23 de maio de 2016.

Além do novo E190, que é o jato intermediário da família E2, a série também compreende os modelos E195-E2, com lançamento programado para 2019, e o E175-E2, previsto para 2020.

Até o momento, a Embraer soma mais de 700 pedidos pelo novos jatos da série E2, entre  pedidos firmes e opções de compra que podem ser concretizadas.

Embraer E190-E2 durante cerimônia de recebimento da sua homologação