O KC-46A foi desenvolvido a partir do modelo comercial Boeing 767 (USAF)

O KC-46A foi desenvolvido a partir do modelo comercial Boeing 767 (USAF)

A Boeing e a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) completaram nesta semana o primeiro teste de reabastecimento aéreo do novo avião-tanque KC-46A ‘Pegasus’. A aeronave transferiu com sucesso 725 litros de combustível a um caça F-16 Falcon voando a 6.000 metros de altitude nos céus de Washington.

Durante o voo de teste, que durou quase seis horas, foram realizados diversos contatos entre o avião-tanque e o caça, que confirmar que o sistema estava pronto para transferir combustível. “O voo de hoje é um marco importante para a equipe. Ainda temos muito trabalho a fazer, mas este é um momento emocionante para os pilotos que estão preparando para voar e apoiar as operações do KC-46 nas próximas décadas”, contou o coronel da USAF Christopher Coombs, e diretor do programa do novo avião-tanque, em comunicado da Boeing.


O KC-46A ainda vai realizar uma série de testes de reabastecimento com outras aeronaves militares, como os caças F/A-18 e AV-8B Harrier da Marinha dos EUA (US Navy) e o avião de ataque A-10 Warthog e o cargueiro C-17 Globemaster da USAF. O Pegasus voou pela primeira vez em 25 de setembro de 2015 e desde então já completou 32 voos.

As forças armadas dos EUA possuem a maior frota de aviões-tanque do mundo, com mais de 160 aeronaves KC-135 Stratotanker em operação atualmente. No entanto, são aparelhos já um tanto veteranos, afinal são baeados do antigo Boeing 707, cuja produção terminou em 1979.

Já o KC-46A foi desenvolvido a partir do Boeing 767, que ainda é produzido e tem menores custos operacionais, pois possui apenas dois motores – contra quatro do 707.

Segundo dados da Boeing, o KC-46A pode transportar até 95 toneladas de combustível para servir a outros aviões. O modelo também poderá ser convertido para transportar passageiros, feridos e cargas.

O KC-135 é o avião mais antigo do arsenal da USAF; o modelo está em operação desde 1954 (USAF)

O KC-135 é o avião mais antigo do arsenal da USAF; o modelo está em operação desde 1954 (USAF)

Ao todo, a USAF já encomendou 179 novos aviões-tanque, que devem entrar em operação a partir de 2018 substituindo gradualmente os KC-135. O Stratotanker está em serviço nos EUA desde 1954. Os modelos em melhores condições e que passaram por programas de modernização podem continuar voando até meados de 2040.

Veja mais: Saiba como funciona a “carona” em aviões da FAB