O Cygnus é avaliado em cerca de US$ 650 mil (Octans Aircraft)

Um novo avião projetado e produzido no Brasil está prestes a ganhar os céus. A Octans Aircraft concluiu na semana passada os ensaios de verificação de integridade das estruturas primárias do protótipo do Cygnus, um monomotor com capacidade para cinco ocupantes. A fase de ensaios de voo e a certificação da aeronave será iniciada, respectivamente, até o final deste ano e em 2020, informou a fabricante, que fica baseada em São João da Boa Vista, no interior de São Paulo.

Os testes estáticos recém-concluídos pela Octans verificaram os seguintes componentes da aeronave: a empenagem horizontal e vertical, asas, capacidade de torção da fuselagem, berço do motor, conjunto do trem de pouso e a junção asa-fuselagem da aeronave.


“A conclusão desta importante etapa reforça o compromisso da Octans com a segurança e qualidade dos produtos em desenvolvimento, contando com uma equipe multidisciplinar competente, apoiada por ferramentas de engenharia de nível mundial”, disse o CEO da empresa, Milton Roberto Pereira.

O Cygnus tem credenciais para se tornar um dos aviões mais avançados do mundo na categoria de monomotores leves utilitários. A aeronave possui estrutura metálica, asa alta cantilever (que dispensa suportes adicionais na fuselagem), painel digital com telas touch screen, VRF noturno e IFR (equipamentos que permitem operar por instrumentos), ar condicionado, cintos de segurança com airbags e sistema de paraquedas balístico. Já o motor da aeronave é um Lycoming IO-540 de 300 hp, um dos mais tradicionais no segmento.

Em termos de conforto interno, a Octans explica que Cygnus foi desenvolvido para “oferecer uma experiência única ao usuário”. A cabine do avião foi desenhada pelo Studio Marcelo Teixeira – Arch & Transportation Design e Fabricado pela F/LIST, sediada na Áustria. Entre os diferenciais, versões exclusivas com acabamento em madeira e carbono, assentos em couro com ajustes e reclínio, apoios de braço escamoteáveis, entradas USB para todos os ocupantes e pontos de energia 12V para laptops e smartphones.

A aeronave foi desenvolvida para cumprir os requisitos de certificação ANAC/FAA Part 23, um regulamento recente que estimula o desenvolvimento de aeronaves de pequeno porte. O Cygnos também está alinhado com o Programa iBR2020 (Programa de Fomento à Certificação de Aeronaves de Pequeno Porte) da ANAC.

A fábrica da Octans fica em São João da Boa Vista, a cerca de 215 km de São Paulo (Octans Aircraft)

Octans Aircraft

Antes conhecida como INPAER, a Octans Aircraft foi fundada em 2002 e desde então produziu e entregou 240 aeronaves experimentais. A empresa que antes ficava baseada em Campinas foi transferida para São João da Boa Vista em 2012 e, com a entrada de novos sócios e um investimento de R$ 80 milhões, passou um por um processo de transformação com o objetivo de migrar para o segmento de aeronaves certificadas.

Veja mais: A indústria aeronáutica brasileira muito além da Embraer