O fabricante argentino diz que seu avião tem um custo por km de apenas R$ 1,07 (ITBA)

O fabricante argentino diz que seu avião tem um custo por km de apenas R$ 1,07 (ITBA)

Pode um avião ser mais econômico do que um automóvel? Na Argentina isso já é realidade. O Instituto Tecnológico de Buenos Aires (ITBA) apresentou neste mês uma nova versão do Petrel, primeiro avião esportivo leve fabricado no país e que, segundo seus idealizadores, tem um custo por quilômetro 46% mais baixo que o de um Ford Focus, um dos carros mais vendidos no mercado argentino.

A fabricante chegou a esse número comparando uma série de fatores necessários para a utilização e manutenção do carro e do avião, como custos com combustível e estacionamento (ou hangaragem), seguro, valores de lubrificantes, eficiência em velocidade de cruzeiro, entre outros itens. A conclusão do ITBA é que o Petrel tem um custo por quilômetro de $ 9,91 pesos argentinos (R$ 1,03) e o Focus de $ 18,41 pesos (R$ 1,87).



A ideia da fabricante portenha é mostrar que seu avião pode ser tão prático quanto um automóvel. O preço do Petrel, no entanto, é muito mais alto que o de um Ford Focus: $ 2,17 milhões de pesos (cerca de R$ 225 mil) contra $ 500 mil pesos (R$ 51,8 mil).

Avião argentino, “pero no mucho”

O pequeno avião argentino para dois ocupantes é direcionado ao mercado privado ou para escolas de aviação. O principal destaque da nova versão é o motor mais potente, desta vez com 100 cavalos de potência (o anterior tem 80 hp), e capaz de levá-lo a velocidade máxima de 210 km/h (e cruzeiro de 173 km/h). Já o alcance da aeronave, de acordo com o ITBA, é de quase cinco horas de voo.

Apesar da fabricante anunciar o Petrel como o “primeiro avião argentino” nessa categoria, lançado em 2007, o modelo não é totalmente original. A aeronave é uma versão bastante modificada do Rans S-6 Coyote II, avião experimental desenvolvido nos Estados Unidos.

Fonte: Autoblog Argentina

Veja mais: Companhia aérea britânica vai testar avião elétrico já em 2019