A Latam Airlines é uma das companhias que já encomendaram o A350-1000 (Airbus)

O grupo Latam Airlines é uma das empresas aéreas que já encomendaram o novo A350-1000 (Airbus)

O A350-1000, novo membro da família A350 da Airbus, completou com sucesso seus últimos testes de funcionalidade e confiabilidade, informou o grupo europeu. Desta forma, a aeronave, que voou pela primeira vez há um ano, está próxima de ser certificada para realizar operações comerciais, o que deve acontecer, segundo a fabricante, ainda neste mês. A primeira entrega, para a companhia Qatar Airways, está programada para acontecer nas próximas semanas.

Como explicou a Airbus, os testes foram realizados com a aeronave de teste “MSN065” pelos céus da Europa e América do Sul. Os ensaios com o A350-1000 foram concluídos no dia 1 de novembro, quando o jato realizou um voo direto entre Barranquilla, na Colômbia, até a sede da fabricante em Toulouse, na França. Somente nas duas últimas semanas de testes, o modelo percorreu cerca de 65.200 km, representando 150 horas de voo, atendendo aos requisitos de certificação.



Essas últimas provas faziam parte de uma campanha intensiva de testes de voo que começou há menos de um ano e foi projetada para demonstrar a prontidão da aeronave para operações aéreas. Os testes compreenderam: desempenho em aeródromo elevado, testes de auto aterrisagem, tempo de rotação da aeronave em aeroportos, sistemas de cabine, navegação e desempenho da função de conectividade.

O protótipo do A350-1000 foi operado por tripulações de teste de voo da Airbus, com a participação de pilotos da Autoridade de Aero Navegabilidade da Agência Europeia de Segurança da Aviação (EASA).

Novo gigante

Considerando apenas as medidas de comprimentos, a nova versão do A350 é o sexto maior avião da história, atrás de nomes como os Antonov AN-225 e os Boeing 747-8 e 777, além do Airbus A340, já fora de linha. O A350-1000 tem exatamente um metro a mais que o A380. Porém, comparado ao maior avião de passageiros do mundo, o novo jato da Airbus é “leve”: pesa 308 toneladas, enquanto os gigantes podem decolar próximos das 400 ton ou até mais.

O A350-1000 é o sexto maior avião do mundo, considerando apenas o comprimento (Airbus)

O A350-1000 é o sexto maior avião do mundo, considerando apenas o comprimento (Airbus)

O A350-1000 é oferecido com diferentes opções de cabine, com capacidades que variam de 366 a 440 passageiros. Segundo a Airbus, o jato tem alcance de 14.800 km, o suficiente para voar de São Paulo até a Sibéria, na Rússia, sem escalas. Essa autonomia, no entanto, é inferior a do A350-900, que carrega mais combustível e assim passa dos 16.000 km.

Apesar de ser maior, o A350-1000 leva menos combustível que o A350-900. O novo jato fabricado pela Airbus carrega 156 toneladas de querosene nos tanques, ao passo que a versão 900 leva quase 10 ton extras, além de ser mais leve, o que também contribui para elevar a autonomia.

Fila de espera

O Airbus A350-1000 ainda nem chegou aos aeroportos, mas já pode ser considerado um sucesso de vendas. A fabricante recebeu 195 pedidos pela maior versão do A350, que entrará em operação comercial a partir do segundo semestre de 2017. Cada unidade do novo jato custa cerca de US$ 355 milhões. O A350-900, com mais de 600 pedidos acumulados, é avaliado em US$ 308 milhões.

Outras empresas que encomendaram a aeronave são United Airlines, Asiana, British Airways e até a Latam Airlines, com um pedido por 14 unidades do A350-1000.

A Latam, ainda como Tam, foi um dos primeiros operadores do A350-900 (Airbus)

A Latam, ainda como Tam, foi um dos primeiros operadores do A350-900 (Airbus)

A família A350 ainda deve ganhar um terceiro membro, o “caçula” A350-800, para 280 passageiros e alcance acima de 15.000 km. O desenvolvimento desse modelo, que recebeu poucas encomendas (apenas 8), no entanto, foi congelado pela Airbus

Veja mais: Emirates recebe centésimo Airbus A380 em sua frota