Enfim uma imagem do A330neo equipado com os novos motores Rolls Royce Trent 7000 (Airbus)

Enfim uma imagem do A330neo equipado com os novos motores Rolls Royce Trent 7000 (Airbus)

A Airbus avisou nesta segunda-feira (16) em seu twitter: o primeiro voo do novo jato A330neo está agendado para próxima quinta-feira (19), a partir da fábrica e centro de testes da empresa em Toulouse, na França. A publicação ainda acompanha a primeira imagem oficial da aeronave finalmente equipada com os motores Rolls-Royce Trent 7000.

O projeto do A330neo já está cerca de sete meses atrasado em relação ao cronograma original da Airbus. Um dos principais motivos pela demora do voo inaugural do jato foi o atraso na entrega dos motores turbofan de nova geração. As primeiras entregas da aeronave, de acordo com os anúncios mais recentes da fabricante, estão programadas para o primeiro semestre de 2018.



As novas aeronaves das séries Neo, sigla em inglês para “Nova Opção de Motor”, mantém as mesmas  características estruturais dos jatos das famílias anterior, chamadas hoje de Ceo (Opção de Motor Atual). No A330neo, por exemplo, o nível de compatibilidade com A330ceo é de 95%. Os motores, no entanto, são completamente diferentes, por isso são a peça chave para as operações da nova aeronave.

Outra novidade no A330neo são as asas com envergadura ampliada (foi de 60,3 metros para 64 m) e winglets atualizados nas pontas das asas, recursos que, segundo a Airbus, também colaboram para reduzir o consumo de combustível da aeronave.

Ao consumir menos combustível, o A330neo, que estreará na versão A330-900, poderá voar por até 12.130 km, uma vantagem de quase 750 km comparado ao alcance do do modelos atual. Já o modelo A330-800, com lançamento previsto para 2019, poderá realizar voos de até 13.900 km.

O primeiro operador do A330neo será a companhia TAP, de Portugal, com início previsto para o primeiro semestre de 2018. A Azul também é outro cliente do novo A330, com entregas esperadas para o final de 2018. Ao todo, a Airbus tem 212 pedidos firmes pela nova aeronave.

Veja mais: Frota do A380 supera a do Boeing 747