A330 da Aigle Azur: Viracopos volta a ter voos para Paris (Rafalflash)

O mês de julho começou com várias novidades em matéria de voos internacionais no Brasil. Com o reaquecimento do tráfego aéreo no país, várias companhias têm anunciado ampliação de suas malhas, sobretudo em rotas para o exterior. A LATAM, por exemplo, que havia estreado seu voo para Las Vegas (embora ainda sazonal) comemorou na segunda-feira o início da rota entre São Paulo e Boston, no estado de Massachusetts .

A companhia também inaugurou seu novo voo entre Fortaleza e Orlando nesta quinta-feira (05), com duas frequências semanais – ambos operados pelo Boeing 767-300. O voo é uma resposta à presença da Gol e suas parceiras Air France e KLM que investiram no aeroporto Pinto Martins como hub no Nordeste. Mas não é uma ação isolada da LATAM já que outras capitais da região também estrearam voos este ano como Salvador-Miami, Recife-Miami e mesmo Fortaleza, que também é ligada à cidade da Flórida.



Em outra frente, a Azul também passou a voar para Paris partindo de Viracopos. Nesse caso o voo é operado por sua parceira francesa Aigle Azur, também pertencente ao empresário David Neeleman. O primeiro voo operado com um Airbus A330 decolou de Campinas nesta quinta-feira e ocorrerá também às terças e domingos e já em setembro ganhará uma quarta frequência às sextas-feiras.

Além de voltar a colocar Viracopos em contato direto com a capital francesa, algo que não ocorria há cerca de três décadas, o novo voo utiliza como base o aeroporto de Orly ao sul de Paris. Famoso na década de 60, o terminal acabou relegado ao segundo plano com a inauguração do aeroporto Charles de Gaulle. Sua vantagem é estar mais perto do centro da cidade.

Mais assentos para Dubai

Além das duas empresas brasileiras, a Emirates Airline iniciou nesta quinta-feira sua nova frequência diária entre Dubai e São Paulo. A diferença é que esse voo segue até Santiago do Chile e é operado com um Boeing 777-200LR em vez do Airbus A380 do voo exclusivo de São Paulo.

Pelo número de anúncios realizados recentemente, os próximos meses prometem ser agitados em vários aeroportos brasileiros.

Veja também: Companhias aéreas brasileiras expandem atuação no exterior