A nova pintura dos aviões da Lufthansa é revelada por um Boeing 747-8 (Reprodução)

Uma das mais conhecidas companhias aéreas do mundo vai mudar sua programação visual na próxima semana. A Lufthansa, maior empresas aérea alemã, pretendia apresentar em primeira mão o esquema de pintura de seus aviões no próximo dia 7, porém, algumas imagens acabaram vazando nesta quinta-feira (1).

A maior novidade revelada pelo Boeing 747-8 escolhido para estrear a pintura é a ausência da cor amarela (foto). A Lufthansa optou por focar apenas num tom azul escuro que agora avança da cauda até a parte traseira da fuselagem. O tradicional símbolo das asas estilizadas e o nome da companhia em azul, no entanto, permanecem praticamente da mesma forma.


Na fuselagem, a cor branca, que havia sido ampliada na pintura atual (em contraste com a ‘barriga’ cromada dos anos 70 e 80) agora está envolve toda a aeronave. Já as carenagens dos motores, que recebiam um tom cinza, agora passaram a ser pintados de branco. É possível notar que a fonte de texto parece ter recebido um leve aprimoramento também – o endereço eletrônico, por sua vez, foi suprimido.

“Sim, estamos trabalhando nisso”

Ciente do vazamento das imagens, que também acabaram sendo mostradas numa imagem do tablet do presidente da empresa, Carsten Spohr, a Lufthansa divulgou um post no Twitter da empresa em que reconhece as novidades. Nele há uma foto do 747-8 sendo pintado e as hashtags #LufthansaBlue (Lufthansa azul) e #ExploreTheNew (explore o novo), tema da campanha que estreará com o novo visual.

A Lufthansa é uma das companhias aéreas que menos alterou seu esquema de pintura nas últimas décadas. Em cada mudança, uma evolução pequena de forma a manter alguma ligação entre o passado e o presente. É algo que fez também a Air France, outra empresa que ainda exibe algum estilo do seu passado. Não é algo comum na aviação, mais afeita a alterações drásticas de identidade, uma forma de renovar suas imagens perante o público.

Veja também:  Conheça as pinturas retrô das companhias aéreas

Acima o atual esquema comparado ao novo (abaixo): adeus, amarelo (Reprodução)