A JetSmart tem atualmente 10 jatos Airbus A320 em serviço (Divulgação)

Mais uma companhia aérea low-cost estrangeira está a caminho do mercado brasileiro. Na última semana a chilena JetSmart deu entrada na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) no processo de autorização para funcionamento no país. A empresa pretende lançar operações internacionais partindo da Argentina e do Chile para o Brasil, mas ainda não definiu uma data para o início das atividades.

Considerada uma companhia aérea “ultra low-cost”, a JetSmart atua no mercado desde 2017 e tem hoje uma frota composta por 10 jatos Airbus A320 que atendem 10 destinos no Chile, Argentina e Peru. O hub da empresa fica no aeroporto internacional Arturo Merino Benítez, em Santiago.


Nos próximos anos, a frota da JetSmart vai crescer consideravelmente: a empresa tem encomendado 82 aeronaves A320neo, A321neo e o novo modelo de longo alcance A321XLR.

A empresa chilena faz parte do grupo Indigo Partners, que também controla as companhias de baixo custo Frontier Airlines, nos Estados Unidos, Volaris, no México, e a Wizz Air, na Hungria.

Além da JetSmart, outras três empresas vieram para o Brasil desde a desregulação do mercado: a europeia Norwegian, a chilena Sky Airlines e a argentina Flybondi.

Veja mais: Caça Gripen E do Brasil completa primeiro voo