Na foto a nave M-17, semelhante ao cargueiro M-27M que está caindo em direção a Terra

Na foto a nave M-17, semelhante ao cargueiro M-27M que está caindo em direção a Terra

O drama da nave de carga russa Progress M-27M que está caindo do espaço descontrolada deve acabar na próxima sexta-feira, dia 8. E o território brasileiro pode ser um dos destinos do que sobrar do cargueiro, que deve se desintegrar ao reentrar na atmosfera terrestre.

Segundo cálculos do site www.Siteview.com, que acompanha a posição de satélites e do lixo espacial em tempo real (sim, isso já existe na internet), a nave deve reentrar na Terra na noite de sexta-feira e madrugada de sábado acima do extremo sul do continente africano. A previsão é que a destruição do cargueiro comece quando ele estiver a 130 km de altitude, justamente nessa região. É nesta hora que entrarão em ação as forças de atrito do ar, que consequentemente aumentam a temperatura da fuselagem até incendiá-la. Mas ela ainda vai continuar caindo…


Seguindo a mesma rota, a nave deve completar mais uma volta pela Terra antes de se despedaçar por completo, o que deve acontecer em algum ponto entre as latitudes 51,6 ao norte ou sul da linha do equador, região que vai desde a Groenlândia ao extremo da América do Sul. Enquanto despenca do céu, o cargueiro poderá ser visto a olho nu já partir dessa quarta-feira (6). No Brasil, a nave vai aparecer nos céus das regiões Centro-Oeste e Sul.

A passagem do cargueiro russo pelo céu do Brasil colocou em alerta a BRAMON (Brazilian Meteor Observation Network), rede brasileira de observação de meteoros, que está acompanhando a queda na nave com mais de 30 câmeras de alta sensibilidade.

Rota por onde a nave russa poderá ser vista a olho nu durante a queda

Rota por onde a nave russa poderá ser vista a olho nu durante a queda

A nave vai cair no Brasil?

Devido a complexa órbita elíptica de queda do cargueiro russo, alguns de seus pedaços podem sim cair no Brasil. A previsão é de que a maior parte da nave se desintegre ao reentrar no planeta, mas peças mais resistentes podem resistir e chegar ao solo.


A nave que deveria abastecer a Estação Espacial Internacional perdeu o controle no espaço devido a causas ainda não explicadas e iniciou uma rota de queda sem controle para Terra. Em vídeos divulgados pela agência especial russa é possível ver o cargueiro girando sem controle.

Ao todo, o cargueiro pesa cerca de 7,2 toneladas e carrega 4,7 toneladas de suprimentos que deveriam ter sido entregues na estação espacial. Além disso, a nave ainda carrega 2.375 kg de combustível.

Com os riscos minimizados, a queda da nave russa em forma de bola de fogo servirá mais como um show pirotécnico demonstrando mais um fracasso do programa especial russo no lançamento de foguetes.