(Embraer)

A Embraer está projetando novos veículos aéreos que servirão como táxis voadores (Embraer)

Perto de completar a venda de 80% da divisão de aviação comercial para a Boeing, a Embraer já está se preparando para novos negócios longe dos tradicionais salões aeronáuticos. Entre os dias 8 a 17 de março, a companhia estará presente pela primeira vez com um ambiente exclusivo no South by Southwest (SXSW), um dos mais importantes festivais de tecnologia e cultura do mundo, em Austin, nos Estados Unidos. Foi nesse evento que foram lançadas empresas como o Twitter, Uber e AirBnB.

Mas nesse festival a Embraer não vai expor nenhum avião. A empresa brasileira vai participar do SXSW 2019 com sua nova subsidiária, a EmbraerX, que trabalha no desenvolvimento de “carros voadores”. Como explica a companhia, a divisão é “dedicada para negócios disruptivos” na área de mobilidade urbana.



Para acostumar o público com a ideia, a empresa terá em seu espaço no festival a sala “Prototype Room” para que os visitantes possam conhecer e interagir com os projetos da EmbraerX.

“É preciso construir um ecossistema colaborativo para reinventar a mobilidade urbana. Para isso é importante despertar a imaginação das pessoas sobre o novo mundo que se aproxima”, disse Antônio Campello, CEO da EmbraerX.

Como explica a companhia, a Prototype Room conduzirá uma série de experiências interativas para as pessoas conhecerem, entenderem e imaginarem conceitos dos “carros voadores” e da mobilidade aérea urbana.

No ano passado, a EmbraerX esteve no festival ao lado da Uber participando de uma painel sobre as possibilidades dos eVTOLs, que estão sendo desenvolvidos em colaboração entre as duas empresas. Sigla para “eletrical vertical take-off and landing”, eVTOL é, em livre tradução, “veículo elétrico de decolagem e pouso vertical”. Na prática, são veículos aéreos que serão usados pelas pessoas para se locomoverem em ambientes urbanos.

A Uber pretende testar seu primeiro veículo aéreo até 2020 (Embraer X)

A Uber pretende testar seu primeiro veículo aéreo até 2020 (Embraer)

“Só faz sentido trazer tecnologias revolucionárias se elas realmente trouxerem impactos positivos na vida de muita gente. O eVTOL é para ser um veículo de massa. Quando falamos de mobilidade aérea urbana, não estamos preocupados só em desenvolver veículos, mas em pensar como vai ser a cidade do futuro”, afirma Paula Macedo, líder do time de experiência do usuário da EmbraerX.

A EmbraerX também terá um espaço na SXSW destinado à cocriação de veículos voadores. Especialistas da empresa vão conversar e interagir com o público sobre necessidade e possíveis soluções para o novo conceito de mobilidade aérea urbana.

Visitantes também poderão montar seus próprios eVTOL com peças de Lego, de acordo com o que considera importante para se locomover. No mesmo local, de acordo com a Embraer, haverá uma dinâmica de reconhecimento facial para mapear as sensações e reações do público diante de diferentes veículos. A companhia afirma que o intuito é estimular os participantes a pensarem sobre o assunto de maneira prática e sensorial.

Festival de tudo

O South by Southwest é realizado sempre em março desde 1987, em Austin, no estado americano do Texas. Além de uma feira de novas tecnologias, com a participação de uma série de empresas e novas startups, o SXSW também se transformou em um cultuado evento de música, cinema, games, artes e comédia. O festival reúne em média 430 mil pessoas.

Veja mais: Táxi voador da Boeing completa primeiro voo