A MAP, de Manaus (AM), voa com turbo-hélices ATR 42 e ATR 72 (Divulgação)

A MAP, de Manaus (AM), voa com turbo-hélices ATR 42 e ATR 72 (ATR)

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) anunciou nesta quinta-feira a entrada de duas novas empresas para o grupo: MAP Linhas Aéreas e Passaredo Linhas Aéreas. As companhias entraram na entidade na categoria “Associados”, que já conta com Latam Cargo, TAP, Boeing e Bombardier. Além delas, a Abear tem como integrantes as companhias fundadoras: Avianca, Azul, Gol e Latam.

Com o ingresso dos dois novos membros, a ABEAR, que reunia 99,46% da demanda por transporte aéreo doméstico, agora alcançou uma representatividade de 99,96% do mercado. MAP e Passaredo não possuem operações internacionais.



“Ao contarmos com MAP e Passaredo, temos o reconhecimento de todo o trabalho que vem sendo realizado pela ABEAR nos últimos seis anos. As duas empresas somam, agora, ainda mais esforços para nós do setor, contribuindo nas frentes de discussões que temos hoje em diversas questões”, diz o presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz. “Especialmente pelo modelo de negócios, são empresas fortemente impactadas pela questão da precificação e tributação sobre o combustível para aviação para os voos domésticos, por exemplo.”

O modelo de negócios das companhias citado pelo presidente da Abear é a aviação regional. Ainda pouco conhecida no Brasil, a MAP, de Manaus (AM), está no mercado há cinco anos e opera atualmente 82 voos semanais para 14 destinos nos estados do Amazonas e do Pará. Já a Passaredo, com sede em Ribeirão Preto (SP), foi fundada em 1995 e hoje voa 13 municipios em seis estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso e Tocantins).

Tanto a MAP como a Passaredo voam com aeronaves turbo-hélice da ATR. A companhia amazonense opera modelos ATR 42-300 e ATR 72-300, enquanto a empresa do interior de São Paulo voa com o ATR 72-500.

A Passaredo opera aeronaves ATR 72, nas versões 500 e 600 (Divulgação)

A Passaredo opera aeronaves ATR 72-500 (Divulgação)

“O ingresso da companhia na ABEAR representa um importante passo para a consolidação da presença da empresa no cenário nacional. Na entidade, estão reunidas as principais empresas aéreas do país, com o objetivo comum de atuar no desenvolvimento e crescimento da aviação do Brasil. Para a MAP é uma honra fazer parte desse grupo”, ressalta Hector Hamada, CEO da MAP.

“A aviação regional vem atravessando um momento desafiador nos últimos anos, iniciado com a recessão econômica em 2015 e agravado recentemente pelas altas do dólar e do petróleo. A Passaredo vinha lutando de forma isolada na defesa de seus ideais, e conta agora com o apoio da ABEAR. Entendemos ser necessário ter uma voz única que nos represente tanto perante o mercado quanto aos órgãos reguladores, sobre as demandas e alternativas que precisam ser implementadas como inovações do modelo comercial e operacional vigente”, ressalta o Cmte. Felício, presidente da Passaredo.

Veja mais: Gol voará para Cancún, no México, em 2019