Mali encomendou os Super Tucanos com a Embraer em junho de 2015 (Josenildo Vicente da Silva/Revista Asas)

Mali encomendou os Super Tucanos com a Embraer em 2015 (Josenildo Vicente da Silva/Revista Asas)

A força aérea da República de Mali recebeu no último dia 10 de julho quatro turbo-hélices de ataque Embraer A-29B Super Tucano. As aeronaves haviam sido encomendadas pelo país africano em junho de 2015 – o pedido original contempla seis aviões.

A jornada dos Super Tucanos até a África foi iniciada no dia 7 de julho. As aeronaves partiram da sede da Embraer em São José dos Campos e realizaram escalas em Recife, Fernando de Noronha e Cabo Verde, de onde seguiram em voo direto para Bemako, capital maliana, onde foram recebidas com uma cerimônia especial com a presença de Ibrahim Boubacar Keita, presidente de Mali.



Os Super Tucanos de Mali serão empregados nas funções de treinamento avançado, vigilância de fronteiras e missões de segurança interna. A região norte de Mali enfrenta desde 2012 uma série de conflitos armados com grupos extremistas.

As aeronaves adquiridas pela força aérea de Mali podem ser equipadas com duas metralhadoras de 12,7 mm e conta com quatro pontos de fixação de armamentos nas asas, capazes de receber lançadores de foguetes, bombas ou canhões.

Super Tucano na África

A África é atualmente um dos maiores consumidores do Super Tucano. Mali é o quarto país do continente a adquirir os aviões brasileiros, que também são operados em Angola, Burkina Faso e Mauritânia. A Embraer também negocia a venda do turbo-hélice militar para Gana e Nigéria.

Mali é o 13° país a receber o Super Tucano (Embraer)

Mali é o 13° país a receber o Super Tucano (Josenildo Vicente da Silva/Revista Asas)

Veja mais: Reino Unido quer retomar protagonismo com novo caça Tempest