O primeiro Boeing 777-300ER da LATAM com a nova pintura (Reprodução/Twitter)

A LATAM voltou a contar com 10 aeronaves Boeing 777-300ER em sua frota após reincorporar uma unidade que havia sido devolvida à empresa de leasing em abril. Trata-se do PT-MUI, jato que retornou ao Brasil nesta sexta-feira (09), segundo informações do site Ponte Aérea.

A novidade é que o birreator recebeu a nova pintura da companhia aérea, o primeiro do tipo a exibir sua identidade visual – os demais aviões ainda voam com o esquema de cores da TAM. A imagem acima, que circula em grupos de Whatsapp, mostra a aeronave no Aeroporto de Confins após chegar do exterior.


Com configuração para transportar até 379 passageiros em duas classes, o Boeing 777-300ER é a maior aeronave da LATAM, porém, quase deu adeus à frota no período da crise econômica no Brasil. Com layout antigo e pouco eficiente, o jato não atende os novos padrões da companhia e chegou a ser carta fora do baralho nos seus planos, mas a retomada do movimento internacional fez a LATAM decidir mantê-los por mais tempo e inclusive realizar uma reforma na cabine de passageiros.

O projeto de retrofit da LATAM, que inclui outros aviões como a família A320 e também o Boeing 787 e Airbus A350, consumirá R$ 1,6 bilhão e se prolongará até 2021.

Encomenda da TAM

Os primeiros Boeing 777-300ER da companhia aérea foram encomendados ainda nos tempos da TAM. Os primeiros quatro exemplares foram adquiridos em 2006 e logo no ano seguinte a empresa brasileira fez um novo pedido à Boeing para mais quatro unidades. Na época, o 777 substituiu o Airbus A330-200 nas rotas mais movimentadas da TAM para o exterior.


Veja também: LATAM vai revezar seus jatos na rota São Paulo-Orlando na alta temporada

Os nove 777-300 remanescentes continuam a exibir o visual da TAM