A opção de stopover em São Paulo não tem custos adicionais na compra dos bilhetes (LATAM)

Depois de Gol e Azul, agora foi a vez da LATAM Airlines Brasil lançar o serviço de stopover nos aeroportos de Guarulhos e Congonhas. A nova opção foi anunciada nesta segunda-feira (2) pelo CEO da companhia, Jerome Cadier, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo (SP), junto do Governador João Doria e o Secretário de Turismo, Vinicius Lummertz.

A partir deste mês, os passageiros da LATAM que desejarem estender a conexão, na ida ou volta de viagens domésticas e internacionais, poderão ficar na cidade por até três dias sem custo adicional.


“O stopover representa um novo passo adiante para a geração do movimento turístico aqui no Estado de São Paulo, mais especificamente na capital. O maior portão internacional de entrada do país é o Aeroporto Internacional de Guarulhos, sucedido pelo Aeroporto de Viracopos. Agora, com o stopover, ganha a economia paulista com mais turismo, mais frequência na ocupação de hotéis e serviços da capital”, disse o Governador.

O novo serviço pode ser selecionada pelo site da companhia, onde o cliente deve selecionar a opção “stopover em São Paulo” na caixa de compra. Em seguida, é necessário escolher se deseja fazer a parada na ida ou na volta, e o tempo de permanência, no campo “duração”. A partir daí, é só continuar o passo-a-passo para finalizar a compra dos bilhetes.

“A parceria com o Governo do Estado de São Paulo nos permite colaborar com o desenvolvimento do turismo de negócios e lazer, conectando São Paulo dentro e fora do país. A Latam traz para esse projeto um produto potente. Nossa malha aérea permite ao passageiro usufruir de uma ampla conectividade em voos internacionais e nacionais. Somos a única companhia que permite ao passageiro conectar-se, por exemplo, de Bauru a Tel Aviv com parada para conhecer os vários atrativos da capital”, afirmou Cadier.

“Esse é mais um resultado positivo do programa São Paulo Pra Todos, que tem entre seus compromissos a promoção do stopover em todo o Estado. Ao oferecer ao turista a chance de fazer uma parada, damos a ele tempo para conhecer a cidade e até visitar outros destinos. Isso pode estimular ainda mais o turismo paulista, que já cresceu 7,7% no primeiro semestre e mais de 10% apenas em setembro, muito acima de toda a economia do país”, disse Lummertz.

São Paulo Pra Todos

Lançado em fevereiro, o programa ‘São Paulo Pra Todos’ reduziu a alíquota do ICMS que incide sobre o querosene de aviação no Estado, de 25% para 12%. Segundo estudos do setor, o combustível representa em torno de 40% do custo operacional total das empresas.

Com a redução do imposto, o Governo de São Paulo pediu contrapartidas para aumentar o fluxo de pousos e decolagens dentro do Estado, principalmente em cidades que ainda não eram atendidas por linhas comerciais regulares. Como resultado, já foram anunciadas mais de 700 novas frequências semanais em São Paulo, das quais 605 em operação, segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR).

Veja mais: “Airbus russo”, MC-21 deve estrear em 2021