O 767 é um dos principais jatos da Latam em voos de longo alcance; a frota da empresa tem mais de 20 unidades (LATAM)

O 767 será o principal jato usado nas rotas internacionais da empresa no Nordeste (LATAM)

A LATAM anunciou nesta segunda-feira (11) novas rotas internacionais partindo de três aeroportos na região Nordeste (Recife, Salvador e Fortaleza). Serão um total de 10 frequências semanais diretas e mais de 2 mil assentos disponíveis nesses mercados, uma resposta ao recente anúncio da KLM, Air France e Gol que tornarão o Aeroporto Pinto Martins seu hub na região.

“O Nordeste precisa ser mais do que um simples ponto de conexão com empresas parceiras de outros continentes. Com voos diretos próprios, vamos aproximar ainda mais a região de outros destinos no mundo”, alfinetou Jerome Cadier, CEO da LATAM Brasil, que prometeu abrir novas rotas na região num futuro breve.


Em Fortaleza, a LATAM passará a voar duas vezes por semana para Orlando, na Flórida, a partir de 5 de julho de 2018. Antes disso, em 2 de maio, a cidade ganhará uma segunda frequência semanal para Miami. Ambos os voos serão operados com aeronaves Boeing 767 configurados para transportar 238 passageiros (18 na Executiva e 220 na Econômica).

O aeroporto de Recife também ganhará uma segunda frequência semanal para Miami que estreia no dia 30 de abril. Da mesma forma, Buenos Aires será atendida duas vezes por semana em junho, às terças e sábados. Já Salvador estreará seu primeiro voo para Miami em 29 de abril (Boeing 767) além de tornar definitivo o voo sazonal para Buenos Aires que passará a decolar todos os sábados a partir de 24 de março (A320).

Hub nordestino

Os planos da LATAM para a região Nordeste eram aguardados há muitos anos. A companhia chegou a revelar que estava analisando a escolha de um “hub nordestino” para concentrar suas operações em 2015, porém, a crise econômica acabou suspendendo os estudos. Agora, a empresa parece mais pragmática ao optar por investir nos três maiores aeroportos do Nordeste em vez de eleger apenas um deles. A ideia deve agradar os passageiros de cada um desses estados que poderão evitar longas conexões nos aeroportos do Sudeste.

É evidente que esse primeiro passo não chega a rivalizar com a investida do trio Air France, KLM e Gol. Nesse caso, serão mais frequências semanais para a Europa, mercado que a LATAM preferiu ainda não entrar. Mas certamente os próximos passos de Gol e LATAM envolverá o choque direto em destinos semelhantes.

Veja também: LATAM planeja voar para Israel em 2018

O A320neo vai voar no Brasil com as cores da Latam, Azul e Avianca (Airbus)

Os voos para Buenos Aires serão feitos com o A320 (Airbus)