A empresa estatal Vietnam Airlines tem 11 jatos 787-9 na frota e outros dois 787-10 (Eric Salard)

A agência de aviação civil da Austrália está investigando um incidente com o Boeing 787-9 Dreamliner da Vietnam Airlines, registro VN-A870, que nessa quinta-feira (19/9) estava prestes a pousar no aeroporto internacional de Melbourne-Tullamarine com o trem de pouso retraído. Ao perceber o erro, o controle de tráfego aéreo alertou a tripulação da aeronave, que imediatamente abortou o pouso. Minutos depois, em uma nova aproximação, o avião pousou sem problemas.

O jato fazia o voo VN781, que havia decolado no aeroporto Tan Son Nhat, na cidade de Ho Chi Minh, no Vietnã, às 21:03 (horário local). A aeronave prosseguiu normalmente até a aproximação para o pouso na cidade australiana, onde deveria pousar por volta das 8:04. Por razões ainda desconhecidas, o 787 estava prestes a pousar com o trem de pouso recolhido.


A configuração incorreta foi observada pelo controladores de tráfego do terminal australiano quando o jato voava a cerca de 675 pés (205 metros) de altitude. Posteriormente, a tripulação da aeronave fez uma nova aproximação e aterrissou normalmente 18 minutos depois, às 8:22, totalizando oito horas e 20 minutos de voo.

A agência australiana classificou o incidente como uma “configuração incorreta” da aeronave. Como parte da investigação, a entidade vai colher informações com a equipe de voo da Vietnam Airlines e mais adiante será divulgado um relatório sobre o ocorrido.

Registro do flightradar24 mostra o percurso alterado do voo VN781 (flightradar24)

O 787 em questão é considerado novo. A aeronave, número de série 39289, foi entregue à companhia aérea do Vietnã em novembro de 2016 e está configurado para embarcar 274 passageiros em três classes. A empresa asiática ainda não se pronunciou sobre o incidente.

Lambança


Por incrível que pareça, há uma série de registros de aeronaves da aviação geral que pousaram de barriga por puro descuido dos pilotos. Na aviação comercial situações como essa já foram evitadas momentos antes do pouso. Nesses casos, os tripulantes foram avisados sobre o descuido pelo computador de bordo do avião ou então por controladores de tráfego aéreo.

Veja mais: Por que o Airbus A318 foi um fracasso de vendas?