O Kopter SH09 compete na mesma categoria do Airbus H125, o popular Esquilo (Kopter)

A fabricante de helicópteros Kopter, da Suíça, acaba de chegar ao Brasil e tem planos de criar raízes profundas no país. A partir de agosto, a empresa começa a vender no mercado nacional o helicóptero multimissão SH09 e mais adiante planeja construir uma fábrica em território brasileiro.

“Os planos da Kopter para o Brasil são de médio e longo prazos, envolvendo estruturas de distribuição, manutenção, suporte logístico, montagem e fabricação”, disse Christian Gras, vice-presidente executivo da Kopter.


No primeiro momento, a companhia diz que seu objetivo é se estabelecer no mercado e ajudar na renovação da atual frota brasileira.

Ainda novata no mercado de helicópteros, a Kopter funciona desde 2007. A companhia antes era conhecida como Marenco Swisshelicopter e adotou a marca atual no começo de 2018. A empresa também mudou o nome do helicóptero de “SKY-e SH09” para apenas SH09. A aeronave está na fase final de desenvolvimento e certificação com os órgãos de aviação da Europa (EASA) e Estados Unidos (FAA), que devem homologar o aparelho até o final deste ano.

O SH09 é o primeiro produto da companhia suíça. A aeronave compete na categoria de helicópteros monomotor utilitário leve e tem números interessantes. Os dados de performance e capacidade divulgados pela Kopter colocam o aparelho em ligeira vantagem contra modelos tradicionais do segmento, como o Bell 407 e os Airbus H130 e H125.

(Kopter)

O helicóptero suíço tem alcance de até 800 km ou 5 horas de voo (Kopter)

A aeronave pode voar a velocidade de cruzeiro de 260 km/h e tem alcance de 800 km ou até 5 horas de voo. O peso máximo de decolagem do SH09 é de 2.800 kg, incluindo uma carga içada de 1.500 kg. Sem carga externa, o helicóptero decola com 2.650 kg e pode transportar de cinco a oito passageiros. A fabricante também propõe o modelo em versões para forças policiais e resgate aéreo.


Chama atenção o rotor de cauda com as hélices envolvidas por uma carenagem. Esse tipo de configuração é conhecido como Fenestron, mas esse nome é uma marca registrada pela Airbus e por isso outras fabricantes não podem usá-lo.

O helicóptero da fabricante suíça voou pela primeira vez em 2 de outubro de 2014 e desde então o aparelho vem sendo testado. A Kopter construiu três protótipos para o programa e já soma alguns pedidos de clientes dos EUA e Europa, como empresas de táxi-aéreo e resgate aeromédico. O SH09 é avaliado em cerca de US$ 3,5 milhões.

O rotor de cauda do SH09 é todo carenado, como o Fenestron da Airbus (Kopter)

Em março deste ano, o SH09 foi apresentado na HeliExpo em Atlanta, onde a Kopter anunciou a construção de uma fábrica nos EUA, no estado da Louisiana. A fabricante ainda possui mais quatro unidades na Suíça e um departamento de engenharia na Alemanha. Além das pretensões nos mercados brasileiro e norte-americano, a empresa também quer se instalar na Ásia.

Kopter no Brasil

A Kopter vai operar no mercado brasileiro em parceria com a Gualter Helicópteros, empresa especializada na venda de aeronaves executivas. O grupo atua no setor há mais de 30 anos e tem atualmente o maior catálogo de aviões e helicópteros à venda no Brasil. O preço do SH09 para o Brasil ainda não foi divulgado.

O grupo suíço também não determinou um prazo para se instalar no Brasil, mas o diretor-executivo da Koptor apontou que um projeto desse tipo pode gerar empregos de alto nível e trazer transferência de tecnologia para o país.

Veja mais: Buenos Aires recebe primeiro voo comercial de um Airbus A380