O MRJ 90 terá capacidade para transportar até 96 passageiros (Mitsubishi)

O MRJ 90 terá capacidade para transportar até 96 passageiros (Mitsubishi)

A indústria aeronáutica japonesa está pronta para decolar novamente. Em entrevista ao site Flightglobal, o vice-presidente da Mitsubishi, Yugo Fukuhara, confirmou que o primeiro jato comercial da empresa, o MRJ, realizará seu primeiro voo na próxima semana, no dia nove de novembro, após receber autorização para voar dos órgão de aviação do Japão.

Fukuhara revelou que a fabricante já simulou em computadores diversos cenários de pousos e decolagens com o MRJ, com condições normais e anormais de climas, e nenhuma irregularidade no projeto foi encontrada. Até o momento, o MRJ apenas rolou pela pista do Aeroporto Internacional de Nagoya, em provas de taxiamento.



O Mitsubishi MRJ é um jato para operações regionais e será oferecido em duas versões, o MRJ 70, com capacidade entre 70 e 80 passageiros, e o MRJ 90, para até 96 ocupantes. O modelo de maior porte será lançado primeiro, no segundo semestre de 2017, segundo Fukuhara, e a versão mais curta deve estrear no ano seguinte.

Segundo o vice-presidente da empresa, já existem 223 pedidos firmes pelo MRJ 90 e opção para mais 184 unidades, de companhias aéreas do Japão, Estados Unidos e Myanmar. Esse modelo é avaliado em cerca de US$ 42 milhões, enquanto o MRJ 70 custará US$ 34 milhões.

Quando chegarem ao mercado, os novos aviões da Mitsubishi vão concorrer diretamente com os E-Jets, da Embraer, em especial o modelo “caçula” E175, que transporta até 86 passageiros, mesma capacidade do MRJ 90. O jato japonês também vai concorrer com o canadense Bombardier C Series, que será introduzido a partir de 2016.

Veja mais: Embraer revela primeiros detalhes do E190 E2