Lockheed Martin F-22 Raptor

O Ministério da Defesa Japonês desmentiu notícias da imprensa daquele país dizendo que o governo planejaria não avaliar mais o caça de superioridade de quinta geração F-22 Raptor como parte do seu programa FX para adquirir um novo vetor para a sua Japan Air Self-Defense Force (JASDF).
A mídia japonesa divulgou que fontes do governo de Tóquio revelaram que o país iria abandonar os planos de avaliação da aeronave por não ter acesso a tecnologias empregadas e dados de performance além de pressões internas dos americanos para não autorizar a exportação.

Um porta-voz do MoD japonês disse que em 6 de janeiro entretanto que “a situação não mudou e que ainda há uma chance para a política”. O Japão em inúmeras ocasiões de 2008 diz ter procurado ter acesso a informações sobre o F-22 como processo de compra do caça como dados de performance antes de selecioná-lo como candidato ao seu projeto FX para substituir seus 80 caças Mitsubishi/McDonnell Douglas F-4EJ.


Além do F-22, o MoD japonês incluiu em sua lista de candidatos o Dassault Rafale, o Eurofighter Typhoon, o Boeing F/A-18E/F e o F-15FX além do Lockheed Martin F-35 Joint Strike Fighter.