INS Vikrant quando foi lançado ao mar pela primeira vez, em 2013

INS Vikrant quando foi lançado ao mar pela primeira vez, em 2013 (Foto – Reuters)

A Marinha da Índia está tomando gosto por porta-aviões. O país declarou nessa quinta-feira (28) que novo navio-aeródromo “INS Vikrant”, de fabricação totalmente nacional, está totalmente operacional. O novo “orgulho da frota” indiana se junta a outras duas embarcações do tipo, o INS Viraat e INS Vikramaditya, que foram comprados usados da Inglaterra e Rússia, respectivamente.

A nova embarcação foi lançada no porto de Cochin, onde foi construído o maior estaleiro da Índia. Os primeiros trabalhos de design do Vikrant foram iniciados em 1999 e a construção começou em 2009 e terminou um ano antes do prazo inicial estipulado.


O INS Vikrant, que repete o nome do primeiro porta-aviões indiano (aposentado em 1997), pesa 40 mil toneladas e mede 260 metros por 60 m de largura. Segundo informações na marinha indiana, a nova embarcação comporta 36 aeronaves, incluindo os caças-navais russos MiG-29, e até 10 helicópteros.

Com todo esse porte o novo porta-aviões indiano passou a ser o quinto maior do mundo em capacidade de deslocamento, atrás de embarcações das marinhas da França, China, Rússia e Estados Unidos. Curiosamente, o navio indiano ultrapassou justamente o porta-aviões da Marinha do Brasil, o NAe São Paulo, que pode navegar com até 32 mil toneladas.

Maquete virtual do INS Vikrant (Foto - Marinha da Índia)

Maquete virtual do INS Vikrant (Foto – Marinha da Índia)

Veja mais: Embraer entrega primeira caça AF-1 à Marinha do Brasil

O Vikrant é impulsionado por quatro turbinas a gás e atinge uma velocidade de até 52 km/h. A autonomia da embarcação totalmente abastecido de combustível e suprimentos é de 15 mil quilômetros. O navio ainda carrega radares de longo alcance e possui mísseis de auto-defesa.

E a marinha indiana não parou por aí. A frota de porta-aviões da Índia, que já é a segunda maior do mundo atrás apenas dos EUA com 10 unidades, deve ganhar o reforço de mais uma embarcação do gênero em 2018. A Índia já está construindo um segundo navio-aeródromo nacional, ainda maior (de 65 mil toneladas), o INS Vishal.

Veja mais: Avião brasileiro carregado de drogas é abatido na Venezuela