O IBAS é inspirado em grandes eventos da Europa, como o Le Bourget, na França (Divulgação)

O IBAS é inspirado em grandes eventos da Europa, como o Le Bourget, na França (Divulgação)

Falta pouco mais de um mês para o início da primeira edição do International Brazil Air Show (IBAS), no Rio de Janeiro, evento que promete ser a maior feira sobre aviação do Brasil. Em conversa com o Airway, Paula Faria, diretora-executiva do Grupo Sator, organizador do IBAS, deu mais detalhes sobre o “Salão Aeronáutico”, que será realizado no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, entre os dias 29 de março e 2 de abril.

“Buscamos ir além da feira de negócios, com seminários específicos criados para os diferentes segmentos da aviação”, contou Paula, que também afirmou buscar inspiração nas grandes feiras aeronáuticas de caso Le Bourget, na França, e Farnborough, na Inglaterra, para a viabilização do IBAS.



Entre os seminários confirmados, o de maior destaque e pela primeira vez no Brasil é o Wings of Change (WoC), que reunirá líderes da indústria de transporte aéreo e de turismo, autoridades do setor público, entre outros representantes do setor. O WoC é organizado todos os anos pela IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo), entidade que reúne 265 companhias aéreas do mundo todo.

“Além de reunir em um único lugar grandes companhias e players do mercado, possibilitando o contato e ampliação de negócios, estes executivos também estarã presentes para discutir o desenvolvimento da indústria em seus diversos segmentos, com os seminários e conferências que acontecerão nos dias de negócio”, afirmou a diretora.

Entre 29 e 31 de março, o evento terá a programação e acesso focado completamente aos “visitantes de negócios”, como disse Paula. “Nos dias 1 e 2 de abril, o evento será aberto para o publico geral, com atividade para crianças e famílias, simuladores de voos, exposição estática de aeronaves, entre outros”, acrescentou.

Já confirmam presença no evento carioca fabricantes como Airbus, Saab e Embraer, as companhias aéreas Avianca e Gol, além de uma série de empresas fornecedoras de sistemas aeronáuticos, como Rockwell Collins e Amadeus. Nenhum desses nomes, porém, confirmou quais aeronaves ou produtos pretendem expor na feira. “Ainda estamos em negociação com algumas empresas, mas esperamos pelo menos 10 aeronaves em exposição estática”, salientou a diretora do Grupo Sator.

A Esquadrilha da Fumaça confirmou presença no evento (FAB)

A Esquadrilha da Fumaça confirmou presença no evento (FAB)

A Força Aérea Brasileira (FAB) também vai marcar presença no IBAS, promovendo as atividades do DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) e CENIPA (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes). A FAB também estuda a possibilidade de expor aeronaves no evento. Outra atração será o show da Esquadrilha da Fumaça, previsto para o dia 1 de abril, na praia de Copacabana.

A organização do IBAS espera receber cerca de 80 mil visitantes nos cinco dias do evento. Os ingressos para já estão à venda com preços a partir de R$ 50, pelo site oficial da feira.

Veja mais: Os aviões comerciais mais importantes da história