A entrada em serviço do V-280 ainda depende da aprovação dos EUA (Bell Helicopter)

A entrada em serviço do V-280 ainda depende da aprovação dos EUA (Bell Helicopter)

A fabricante norte-americana Bell Helicopter completou nessa segunda-feira (19) com sucesso o primeiro voo com o V-280 Valor, novo helicóptero militar desenvolvido para equipar as forças armadas dos Estados Unidos. A aeronave com rotores basculantes, segmento também chamado de “convertiplano”, pode decolar e pousar na vertical, como um helicóptero tradicional, e na fase de voo altera a posição dos motores, o que permite voar em alta velocidade como um avião.

“O Valor é desenhado para revolucionar o voo vertical com o Exército dos EUA e representa uma aeronave transformadora para todas as missões desafiadoras que nossas forças armadas realizam”, contou Mitch Snyder, presidente e CEO da Bell.



Segundo o fabricante, a aeronave é projetada para alcançar a velocidade máxima de 520 km/h. Como comparação, essa é a mesma velocidade de cruzeiro do turbo-hélice de ataque Embraer A-29 Super Tucano. Com esse ritmo, o V-280 será o helicóptero mais rápido de todos os tempos, embora voe como um avião. O desempenho proposto pela Bell também supera o do Boeing V-22 Osprey, hoje o convertiplano mais rápido em operação, capaz de alcançar cerca de 500 km/h.

O V-280 concorre no programa FVL (Futuro Elevador Vertical, na sigla em inglês) promovido pelo departamento de defesa norte-americano para equipar as forças armadas do país. O objetivo do projeto a longo prazo é substituir a enorme frota com mais de 2.000 helicópteros UH-60 Black Hawk em serviço com o exército, marinha e força aérea dos EUA.

Cada motor do V-280 gera cerca de 5.000 HP; na fase de voo os rotores mudam de posição (Bell Helicopter)

Cada motor do V-280 gera cerca de 5.000 HP; na fase de voo os rotores mudam de posição (Bell Helicopter)

Além da alta velocidade, o V-280 também poderá voar por maiores distâncias. A Bell afirma que o alcance do modelo em missões de combate vai variar de 930 km a 1.480 km, enquanto a autonomia máxima, em voos de deslocamento, poderá chegar a quase 4.000 km.

O Valor também vai redefinir os parâmetros de carga e espaço para tropas entre as aeronaves de voo vertical. O modelo pode transportar quatro tripulantes e mais 14 soldados equipados ou então até 5.000 kg em cargas. O Black Hawk, ainda hoje um dos principais helicópteros militares do mundo, comporta 12 combatentes ou 4.000 kg.

O Valor é proposto para equipar as três forças armadas dos EUA (Bell Helicopter)

O Valor é proposto para equipar as três forças armadas dos EUA (Bell Helicopter)

A exótica aeronave da Bell, porém, ainda está longe de entrar em serviço. O programa FVL prevê o início das operações com uma nova aeronave de voo vertical somente para meados de 2030. O V-280 ainda precisa enfrentar a concorrência da Boeing, que participa do projeto com o SB-1 Defiant, helicóptero que também apresenta uma configuração não tradicional.

Veja mais: Marinha do Brasil decide comprar porta-helicópteros britânico, aponta jornal