O SB-1 Defiant é projetado para voar a 460 km/h (Divulgação)

O SB-1 Defiant é projetado para voar a 460 km/h (Divulgação)

O helicóptero Sikorsky-Boeing SB-1 Defiant completou nesta quinta-feira (21) seu voo inaugural na sede da Sikorsky em Palm Beach, na Florida. A aeronave desenvolvida pelo trio Boeing, Sikorsky e Lockheed Martin concorre no programa Future Vertical Lift promovido pelo Exército dos Estados Unidos para escolher uma nova geração de helicópteros militares de alta performance que devem entrar em operação a partir de 2030.

“O projeto e desenvolvimento do Defiant revelou o avanço de capacidade que é realmente possível para o Future Vertical Lift”, disse David Koopersmith, vice-presidente e gerente geral da Boeing no programa Vertical Lift. “Claramente, o desempenho, a velocidade e a agilidade do Defiant serão um divisor de águas no campo de batalha e esperamos demonstrar ao Exército dos EUA a tremenda capacidade dessa aeronave.”


Com seus dois rotores principais coaxiais e um propulsor impulsor montado na parte traseira, conjunto que os projetistas chamam de “X2”, o Defiant é muito diferente dos helicópteros atuais. Segundo os fabricantes, essa exótica configuração foi a forma encontrada para responder aos requisitos do exército norte-americano, que almeja uma aeronave de asas rotativas mais rápida e com maior alcance e ao mesmo tempo com alto nível de manobrabilidade e a capacidade de sobrevivência de maneira econômica.

“O Defiant foi projetado para voar quase duas vezes mais rápido e possui o dobro de alcance de helicópteros convencionais, mantendo o melhor, se não melhor, o desempenho de helicópteros convencionais em baixa velocidade”, disse Dan Spoor, vice-presidente da Sikorsky no programa Future Vertical. “Esse design proporciona um desempenho excepcional na área objetiva, onde a atividade potencial do inimigo dá valor à manobrabilidade, capacidade de sobrevivência e flexibilidade. Estamos entusiasmados com os resultados do voo de hoje e estamos ansiosos por um programa de teste de voo emocionante.”

Cogitado pelo Exército dos EUA desde 2004, o programa Future Vertical Lift deve originar uma série de novos helicópteros de nova geração que deverão substituir a partir da próxima década até 2060 os modelos UH-60 Blackhawk, AH-64 Apache, CH-47 Chinook e o OH-58 Kiowa. O projeto também prevê o desenvolvimento de um helicóptero de grandes proporções com capacidade de carga semelhante a de um turbo-hélice C-130 Hercules.


Além do SB-1, outro projeto que concorre no programa Future Vertical Lift é o Bell V-280 Valor, uma aeronave com rotores basculantes semelhante ao V-22 Osprey. O protótipo da Bell Helicopter voou pela primeira em dezembro de 2017 e vem sendo projetado para ser o helicóptero mais rápido de todos os tempos, capaz de superar os 520 km/h.

(Boeing)

O Defiant utiliza rotores coaxiais e ainda conta com uma hélice impulsora na traseira (Boeing)

Veja mais: Turkish Aerospace vai apresentar helicóptero de ataque no Brasil