(SAAB)

O Meteor pode atingir alvos aéreos a 100 km de distância (SAAB)

A Saab anunciou nesta segunda-feira (12) que completou no mês passado um voo de teste do caça Gripen NG transportando pela primeira vez um par de mísseis Meteor. O ensaio foi realizado a partir do aeródromo da principal fábrica da empresa, em Linköping, na Suécia.

“A aeronave continua a ter um desempenho tão bom quanto o que vimos em toda a fase de teste de voo, voando com cargas externas. Estou realmente ansioso para as próximas etapas do programa de testes de voo, levando-nos cada vez mais perto de concluir a integração de armas. O Meteor torna o Gripen E extremamente capaz no papel de dominância aérea ”, diz Robin Nordlander, piloto de teste experimental do Gripen.



O Meteor é um míssil de longo alcance guiado por radar e capaz de atingir alvos aéreos a uma distância de até 100 km. O artefato, que pode voar acima de Mach 4 (quase 5.000 km/h), é fabricado pela empresa francesa MDBA Systems, conhecida por produzir o temido míssil anti-navio Exocet.

Segundo o Saab, o teste com o Meteor faz parte do programa de integração de armas para o novo Gripen encomendado pela força aérea da Suécia. O armamento também é cotado para equipar o caça na versão projetada para Força Aérea Brasileira (FAB). As primeiras aeronaves estão programadas para serem entregues à FAB a partir de 2021.

O Meteor é considerado um dos melhores mísseis do mundo em seu segmento e um dos poucos instrumentos bélicos equipados com motores ramjet, uma espécie de combinação de turbojato com foguete. O artefato já é empregado em caças Gripen de gerações anterior, o Dassault Rafale o Eurofighter Typhoon.

Veja mais: Gripen NG realiza primeiro lançamento de míssil