(MAP)

A MAP opera com turbo-hélices ATR 72 e ATR 42, como o modelo acima (MAP)

A Gol anunciou nesta terça-feira (2) um acordo de compartilhamento de voos (codeshare) com a companhia aérea regional MAP Linhas Aéreas, de Manaus (AM), que atua na região Norte do Brasil, dos estados do Amazonas e Pará. O Airway já havia antecipado essa informação no início deste ano.

Neste momento, os trechos da MAP podem ser adquiridos via call center e lojas da Gol, para viagens a partir de 3 de abril. Em breve, os voos da empresa manauara também estarão disponíveis as viagens integradas com trechos Gol, em todos os canais de vendas, informou a companhia.


Os destinos da MAP contemplados no codeshare com a Gol são as cidades amazonenses de: Eirunepé, São Gabriel da Cachoeira, Carauari, Lábrea, Coari, Tefé, Barcelos e Parintins. Já no Pará, as cidades disponíveis são: Itaituba, Porto Trombetas e Altamira.

Os voos da Gol serão conectados aos trechos da MAP a partir de Belém (PA) e Manaus. A companhia aérea da Amazônia opera com aviões turbo-hélice ATR 42 e ATR 72, com capacidade para 46 e 68 passageiros respectivamente. Como explicou a empresa, os passageiros farão apenas um check-in em todo o percurso.

“A iniciativa faz parte do nosso plano de expansão no país, ampliando a capilaridade de destinos, neste caso, com mais opções de conexão aos clientes que saem ou chegam à região Norte do Brasil. A parceria com a MAP é fundamental neste processo”, pontua Randall Saenz Aguero, diretor de alianças, distribuição e desenvolvimento Internacional da Gol.

(Gol)

Os voos da Gol serão conectados aos trechos da MAP a partir de Belém e Manaus (Gol)

Para o presidente da MAP Linhas Aéreas, comandante Marcos Pacheco, a parceria reforça o posicionamento da companhia como uma empresa que aposta no desenvolvimento da região Norte do país. “A MAP se preparou muito para esse momento. Estamos contentes de poder anunciar o acordo, que trará inúmeros benefícios para a região”, ressalta o executivo.


Companhia aérea da Amazônia

A MAP Linhas Aéreas ainda é uma companhia novata no mercado brasileiro. Concentrada na região Norte do país, a empresa estreou em 2013 voando em trechos pela Amazônia que antes só podiam ser conectados por barcos ou voos privados.

Desde que estreou no mercado de aviação, a MAP só cresceu. No ano passado, a companhia manauara foi a que teve o maior crescimento no Brasil, com um aumento de 20% no número de passageiros transportados – a empresa transportou 150 mil passageiros em 2018.

A MAP é atualmente a única companhia aérea do Brasil que voa para cidades no interior do Amazonas (ATR)

Os voos da MAP ligam as cidades de Belém e Manaus a pequenos municípios no AM e PA (ATR)

A frota da companhia é composta por seis aeronaves: três ATR 42-300, dois ATR 72-200 e um ATR 72-500, adquirido recentemente.

Um processo fundamental para a MAP conseguir acordos de codeshare com grandes companhias foi a auditoria da IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos). O órgão acompanhou as operações da empresa durante o ano passado e emitiu a recertificação IOSA (Auditoria de Segurança Operacional da IATA), atestando o nível de segurança da companhia de Manaus de acordo com normas internacionais.

Veja mais: Embraer entrega primeiro E175 para uma companhia na África