O aplicativo para envio de planos de voo pode ser usado em smartphones ou tablets (FAB)

O aplicativo para envio de planos de voo pode ser usado em smartphones ou tablets (FAB)

O Comando da Aeronáutica lançou nesta segunda-feira (23) o aplicativo FPL BR, uma nova ferramenta para elaboração, validação, envio e atualização dos dados de planos de voo pela internet. O download é gratuito e o programa conta com versões para as plataformas IOS e Android.

Até a chegada desse serviço, o plano de voo deveria ser preenchida manualmente em formulários ou comunicados via telefone, o que exigia um grande tempo para os pilotos e companhias aéreas obterem respostas sobre aprovações ou correções. Com o uso do aplicativo, que serve para pilotos civis e militares, a Aeronáutica afirma que esse processo será muito mais rápido.



O programa foi desenvolvido pela Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA) em parceria com a Atech, empresa de tecnologia do grupo Embraer, que também colaborou na implantação do sistema no Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), da Força Aérea Brasileira (FAB).

“A ferramenta permite apresentar um plano de voo de qualquer lugar, de maneira prática e segura, utilizando seu smartphone, sem a necessidade de se deslocar até uma Sala de Informações Aeronáuticas (AIS), além de acompanhar o status da aprovação do plano de voo em tempo real”, esclarece o gerente do projeto dirigido pelo CISCEA, Tenente-Coronel Aviador Ricardo Barbosa Arrais de Oliveira.

Todas as informações sobre os planos de voo enviados a partir do aplicativo por pilotos ou operadores são processadas automaticamente pelo SIGMA (Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos), a central digital sobre monitoramento e controle de todos os aviões e helicópteros pelo Brasil.

Segundo números do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), no Brasil são realizados cerca de três mil voos por dia. Somente em São Paulo, são 700 mil movimentos por ano. “O aplicativo é um módulo do SIGMA. Todas as informações são tratadas e aprovadas por este sistema”, acrescenta o oficial da FAB.

Como explica a Aeronáutica, a interface disponibiliza a consulta de plano de voo completo (PVC) e simplificado (PVS), além de mensagem pelo próprio sistema de atualizações relacionadas à modificação (CHG), cancelamento (CNL) e atraso (DLA). No modo anterior, essas respostas eram enviadas aos pilotos e operadores por e-mail ou telefone.

Outra funcionalidade do programa é possibilitar ao usuário se cadastrar no Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), gerenciar os dados pessoais, além de permitir uma integração com outros órgãos fiscalizadores, como a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeronáutica (INFRAERO) e a Assessoria para Assuntos de Tarifas de Navegação Aérea (ATAN).

Praticidade, rapidez e segurança

Segundo a Aeronáutica, o envio qualificado dos planos de voo e a sua validação por intermédio do cruzamento de dados de diversos órgãos do setor, diminui a incidência de erros. “Assim, incompatibilidades que possam impedir a realização do voo são identificadas previamente reduzindo a necessidade de intervenção corretiva dos profissionais do DECEA”, completa o órgão.

De acordo com o presidente da CISCEA, Major-Brigadeiro do Ar Sérgio Roberto de Almeida, a primeira fase do processo digital permitiu ao piloto apresentar seu plano de voo pela internet através do Portal de Serviço de Informação Aeronáutica (AISWEB).

As notificações sobre aprovação ou cancelamento do plano de voo são enviadas no próprio aplicativo (FAB)

As notificações sobre aprovação ou cancelamento do plano de voo são enviadas no próprio aplicativo (FAB)

“Com a evolução do sistema de tráfego aéreo brasileiro, é possível enviar o plano de voo pelo celular, sem a necessidade do piloto se deslocar até uma Sala AIS. O plano de voo é processado imediatamente, gerando economia de pessoal e garantia de processo de aprovação de forma segura e eficiente”, descreve o oficial-general.

Mais de 2.000 usuários participaram da campanha de teste do aplicativo, afirmou o comunicado da Aeronáutica. “O aplicativo é rápido e de fácil utilização, além de permitir o acesso a diversos serviços”, afirma o piloto do Grupo Especial de Inspeção em Voo (GEIV), Tenente Aviador Jean Pierre de Castro Benevides.

Renato Pietroforte Carvalho, piloto civil de helicóptero, elogiou o sistema: “Permite uma série de facilidades, tanto no preenchimento como no gerenciamento dos dados do plano de voo, além de diminuir os erros, já que o próprio sistemas conduz o processo, oferecendo as opções de resposta para item do formulário”.

O aplicativo para o envio dos planos de voo é uma ferramenta que será muito útil para pilotos na aviação geral, que concentra, por exemplo, as categorias de aviões monomotores, jatos executivos e helicópteros. Planos sobre voos de grandes companhias comerciais também são realizados cruzando dados com o sistema SIGMA, mas todos os processos são feitos em centros de controle das próprias empresas.

Veja mais: FAB lança aplicativo para smartphones