O SB-1 Defiant será o helicóptero pesado do Exército dos EUA em 2030

O SB-1 Defiant será o helicóptero pesado do Exército dos EUA em 2030

Comandantes do Exército dos Estados Unidos já confirmaram que os helicópteros atuais da frota ainda terão vida longa, podendo seguir voando até 2060 nos casos de aparelhos como AH-64 Apache, AH-60 Blackhawk e o grandalhão CH-47 Chinook. A expectativa é que esses modelos continuem em produção (e em evolução) até 2020, com início das desativações a partir de 2030.

Apesar de ainda ter tempo de sobra, o exército dos EUA já encomendou os projetos para substituir essas aeronaves. Os fabricante Boeing e Sikorsky se juntaram na requisição das forças armadas para um novo helicóptero pesado de transporte e apoio e apresentaram neste mês os primeiros esboços do SB-1 Defiant.


O helicóptero futurista propõe um “novo” formato, com dois rotores que giram em sentidos opostos e uma hélice propulsora na traseira. Nessa configuração, o modelo pode voar mais rápido que uma aeronave de asas rotativas convencional e pairar com melhores níveis de estabilidade. É o conceito do girocóptero aperfeiçoado.

No vídeo de demonstração sobre o projeto, os fabricantes afirmam que a velocidade de cruzeiro do SB-1 Defiant será de 462 km/h e o aparelho será altamente manobrável, podendo operar a partir de navios – os rotores poderão dobrar para facilitar o embarque. O projeto também prevê capacidade de reabastecimento em voo.

Introdução ao Boeing-Sikorsky SB-1 Defiant

Tal como os atuais helicópteros do US Army, o SB-1 será uma aeronave multimissão, servindo tanto em operações de ataque como em salvamentos, podendo carregar mais de 10 soldados armados. Segundo informe sobre o projeto, o Defiant possui uma cobertura de fogo de 350°.

Veja mais: Como funcionam os aviões “invisíveis”

O projeto usa o conceito com dois rotores em sentidos opostos e um hélice propulsora

O projeto usa o conceito com dois rotores em sentidos opostos e um hélice propulsora

O primeiro protótipo SB-1 Defiant está programado para voar em 2017, na base do Exército norte-americano em West Palm Beach, na Florida. O aparelho, no entanto, deve entrar em operação ativa somente em 2030.

Substituto para o Apache

As forças armadas dos EUA também trabalham no desenvolvimento de um novo helicóptero de ataque para substituir o veterano AH-64 Apache. Até o momento os primeiros passos do sucessor do AH-64 vem sendo dados pelo protótipo S-97 Raider, da Sikorsky.

O Sikorsky S-97 Raider deve assumir o posto do AH-64 Apache em 2020 (Foto - Sikorsky)

O Sikorsky S-97 Raider deve assumir o posto do AH-64 Apache em 2020 (Foto – Sikorsky)

O helicóptero segue o mesmo conceito do Defiant, com rotores duplos e hélice propulsora, o que garante melhores performances, principalmente em velocidade. O Raider voou pela primeira vez em 2014 e nos testes passou dos 440 km/h. Ainda em fase de aperfeiçoamento, o S-97 deve entrar em operação somente na próxima década.