A Norwegian Air é o maior operador do 737 MAX, com 18 aeronaves na frota (Boeing)

A Norwegian Air é o maior operador do 737 MAX, com 18 aeronaves na frota (Boeing)

A agência de aviação civil da Europa, a EASA (European Union Aviation Safety Agency), ordenou nesta terça-feira (12) o aterramento de todos os jatos Boeing 737 MAX 8 e 737 MAX 9 em operação no continente e a suspensão de voos das aeronaves em territórios sob sua jurisdição. A autoridade diz que a ação é uma medida de precaução após o acidente com jato da mesma série no domingo (10), em Nairóbi, na Etiópia.

A paralisação dos 737 MAX na Europa começa a partir das 19:00 e os sobrevoos de aeronaves pela região devem ser finalizado às 20:00. Companhias aéreas europeia voam cerca de 50 aeronaves da nova série da Boeing. O maior operador no continente é a Norwegian Air, com 18 aparelhos na frota, que já havia parado suas aeronaves antes mesmo da diretiva da EASA.


Paralisação global

Um número cada vez maior de países e companhias aéreas estão decidindo por suspender temporariamente os voos do 737 MAX após o acidente com o jato da Ethiopian Airlines, no domingo, que deixou 157 mortos. Esse foi o segundo acidente com o novo avião da Boeing em menos de seis meses. Em outubro de 2018, um modelo 737 MAX 8 caiu no mar de Java, na Indonésia, matando todos os 189 ocupantes que estavam a bordo.

A Gol, único operador do 737 MAX 8 no Brasil, anunciou a suspensão temporária dos voos comerciais com a aeronave na noite dessa segunda-feira (11). A empresa já recebeu sete modelos.

Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), disse que acompanha o caso, mas espera por maiores esclarecimentos da Boeing e do FAA, a autoridade de aviação civil dos Estados Unidos e quem emitiu o certificado de aeronavegabilidade dos novos 737 MAX.

O FAA, órgão referência no setor, comunicou que os Boeing 737 MAX estão seguros para voar pelos EUA.

A promoção "VAIEVOTA" é válida para todos os voos operados pela Gol (Divulgação)

A Gol encomendou mais de 150 jatos da nova família 737 MAX da Boeing (Gol)

Antes mesmo da ordem da EASA para aterrar os 737 MAX, os governos da Alemanha, Reino Unido, Austrália, Omã e Cingapura já haviam tomado a decisão de proibir o novo jato da Boeing em seus espaços aéreos. Na segunda-feira, o avião da Boeing já havia sido proibido de voar na China, Indonésia e Mongólia.

Além da Gol, até o momento outras 11 companhias no mundo todo também pararam suas frotas de 737 MAX por liberdade própria, como foi o caso da Aerolíneas Argentinas, Aeroméxico, Air Canada e Copa Airlines.

Veja mais: Gol suspende voos comerciais com o 737 MAX 8