Os monomotores Cirrus foram pintados com o mesmo padrão dos jatos comerciais da Emirates (Divulgação)

Os monomotores Cirrus foram pintados com o mesmo padrão dos jatos comerciais da Emirates (Divulgação)

A Emirates Flight Training Academy, centro de treinamento desenvolvido pela companhia aérea Emirates, recebeu nesta semana a entrega de suas duas primeiras aeronaves de treinamento Cirrus SR22 G6 em Dubai. Os modelos são os primeiros de 22 monomotores a pistão Cirrus encomendados pela divisão da empresa para treinar futuros pilotos.

Ambas as aeronaves, prefixos A6-CTA e A6-CTB, pousaram em Dubai após uma longa jornada transatlântica de 13 mil km. Dado o tamanho da aeronave e outros fatores restritivos como o tamanho do tanque de gasolina e autonomia de voo, a jornada do centro de produção da Cirrus nos Estados Unidos para Dubai teve que ser dividida em múltiplas partes.


Ambas as aeronaves voaram de Duluth, no estado de Minessota, para Knoxville, no Tennessee – onde fica a sede da Cirrus. No centro de entregas, as aeronaves foram inspecionadas por equipes da fabricante e da Emirates Flight Training Academy. Então, os dois aviões deram início a uma jornada transatlântica com 11 paradas em 10 países.

Partindo de Knoxville, A6-CTA e A6-CTB pararam em Portsmouth, New Hampshire, nos EUA, seguindo para Sept Iles e Iqaluit no Canadá. De Iqaluit, ambas as aeronaves cruzaram o Atlântico parando primeiramente em Nuuk na Groenlândia, depois em Reykjavik na Islândia, completando a travessia em Wick na Escócia. Esses voos foram os trechos mais longos voados pelas aeronaves na jornada de entrega.

Uma vez na Europa, ambas as aeronaves voaram da Escócia para Sywell em Northamptonshire, Inglaterra, depois Veneza, Creta, Aqaba, Bahrein, e, finalmente, Dubai. Todos os voos foram realizados à luz do dia.

Como explica a companhia, o Cirrus SR22 G6 será a “espinha dorsal” da frota de treinamento. A aeronave conta com fuselagem moderna, dois displays de voo grandes de 12’’, um teclado controlador para sistema de gerenciamento de voo, indicador integrado de motor e sistema de alerta de tripulação.


Além das 22 aeronaves Cirrus SR22 G6, a Emirates Flight Training Academy também encomendou cinco aeronaves bimotor Embraer Phenom 100EV, tornando-se o primeiro centro de treinamento do mundo a utilizar a aeronave com propósito de treinamento.

Escola com asas: Embraer Phenom 100E tem equipamentos semelhantes aos de jatos de grande porte (Embraer)

Escola com asas: Embraer Phenom 100 tem equipamentos semelhantes aos de jatos de grande porte (Embraer)

A Emirates Flight Training Academy, localizada próximo ao aeroporto Dubai World Central (DWC), em Dubai South, está programada para ser inaugurada em novembro deste ano. As instalações ocuparão uma área equivalente a de 200 campos de futebol e também terão salas de aula em solo, simuladores, uma pista de 1,8 mil metros quadrados, uma torre independente de controle de tráfego aéreo e centro de manutenção.

Veja mais: Pedido da Turkish Airlines pode dar sobrevida ao Boeing 747