Em quase 10 anos, a Airbus produziu 215 unidades do A380; 97 deles voam com a Emirates (Airbus)

Em quase 10 anos, a Airbus produziu 215 unidades do A380; 97 deles voam com a Emirates (Airbus)

A companhia aérea Emirates Airline, de Dubai, anunciou neste mês que vai receber seu 100º Airbus A380 até o final deste ano. Principal operador da maior aeronave comercial do mundo, a empresa voa com o “gigante” desde 2008 e atualmente conta 97 unidades do jato.

A Emirates foi o segundo operador do A380, que estreou em 2007 com a companhia Singapore Airlines, de Cingapura, que hoje detém a segunda maior frota do quadrimotor da Airbus, com 19 exemplares – a terceira maior frota de A380 é a da Lufthansa, com 14 modelos.


O A380 hoje é responsável por quase um terço das operações da Emirates, operando em 48 destinos em seis continentes. O restante da malha da empresa e os voos da divisão de transportes de cargas (Emirates SkyCargo) é realizado por uma frota atualmente composta por 146 jatos Boeing 777.

E a encomenda da empresa pelo A380 ainda está longe de ser completada. Após a entrega do centésimo aparelho, a Airbus tem programada a transferência de mais 48 unidades da aeronave à companhia do Oriente Médio, que neste ano introduziu o modelo em voos para Casablanca, Nice e São Paulo.

A Emirates opera o A380 com três configurações de cabine. A que mais transporta passageiros possui apenas duas classes e nada menos que 615 assentos. Essa versão é utilizado em rotas de grande demanda e que não têm uma característica claramente corporativa já que não existe a 1ª classe – apenas a Executiva com 58 assentos e econômica, com 557 lugares.

Os outros modelos da companhia possuem três classes diferentes de assentos, um para 517 passageiros e outro com capacidade para 489 ocupantes, versão que opera na rota entre Dubai e São Paulo.

Veja mais: Sem interessados, antigos A380 podem ser depenados