O Praetor 600 pode voar a mais de 1.000 km/h (Embraer)

O Praetor 600 pode voar a mais de 1.000 km/h (Embraer)

A Embraer anunciou nessa segunda-feira (14) as primeiras vendas dos jatos executivos Phenom 300E e Praetor 600 para clientes no Brasil, com o primeiro entregue na semana passada e o segundo programado para último trimestre deste ano. As aeronaves são alguns do produtos mais recentes da divisão de aviação executiva da fabricante brasileira, lançados em 2017 e 2018.

“O incrível desempenho, flexibilidade de operação e alta conectividade de bordo fazem dos novos Phenom 300E e Praetor 600 aeronaves ideais para as necessidades de transporte das empresas, corporações e também provedores de serviços de aviação executiva”, disse Gustavo Teixeira, diretor de vendas da Embraer para a América Latina. “O jato executivo é uma importante ferramenta de produtividade que contribui diretamente com a prospecção, desenvolvimento e crescimento dos negócios de nossos clientes. É uma satisfação contribuir com soluções inovadoras para o avanço e modernização do setor no Brasil.”


A letra E acrescentada ao nome do novo Phenom 300E significa “Enhanced”, de “melhorado” em inglês. As novidades na aeronave é o interior reformulado para seis passageiros e com novos sistemas de entretenimento e gerenciamento de cabine. As primeiras entregas do avião começaram em março de 2018, com o primeiro cliente nos Estados Unidos. O novo jatinho da Embraer é avaliado em cerca de US$ 9,45 milhões.

O Praetor 600, capaz de embarcar 12 passageiros, foi apresentado no final do ano passado junto do Praetor 500, que leva até nove ocupantes. Desenvolvidos a partir dos modelos Legacy 450 e Legacy 500, os novos jatos executivos tem, segundo a Embraer, “uma autonomia de voo sem precedente para sua classe” – os aparelhos concorrem na categoria dos jatos executivos de porte “super médio”.

(Embraer)

O Phenom 300E conta com melhorias na cabine que aumentam o conforto dos passageiros (Embraer)

Segundo dados da Embraer, o Praetor 600 é avaliado em US$ 20.995 milhões e pode voar sem escalas em rotas como São Paulo a Cidade do Cabo, Fortaleza a Madrid, Londres a Nova York ou de Angra dos Reis até Miami, com uma parada. O novo jato executivo da Embraer (assim como o Praetor 500) ainda vai receber a certificação da ANAC, prevista para o segundo trimestre de 2019.

Veja mais: Voamos no novo jato executivo Praetor 600 da Embraer