O E195-E2 é o maior modelo na nova série E2 da Embraer, com capacidade para até 146 passageiros (Embraer)

O E195-E2 é o maior modelo na nova série E2 da Embraer, com capacidade para até 146 passageiros (Embraer)

Decolou no último sábado (18), na sede da Embraer em São José dos Campos (SP), o segundo protótipo do jato E-195-E2, o maior modelo da nova família E-Jets E2. Segundo a fabricante, o voo inaugural da aeronave de testes durou três horas e no decorrer desta semana o modelo já realizou outros três voos.

O novo protótipo é o sexto modelo de testes da nova série E2 fabricado pela Embraer. Além do primeiro E195-E2, que voou pela primeira em março deste ano, a fabricante também trabalha nos ensaios de voo para certificação com outros quatro protótipos do E190-E2, esse já em fase final de certificação para a aviação comercial.



De acordo com a Embraer, o segundo E195-E2 de testes é destinado a provas de validação de processos de manutenção e da cabine de passageiros. O primeiro protótipo vem sendo utilizado em provas sobre desempenho.

O primeiro operador do novo E195 será a companhia aérea Azul, a partir de 2019. Ao todo, a empresa encomendou 30 aeronaves da nova geração. A Embraer já conta com mais de 100 pedidos pelo jato reformulado. Outros clientes do modelo serão empresas como a JAL, do Japão, e a Tianjin Airlines, da China.

A tripulação do primeiro voo do novo E195-E2 foi formada pelos pilotos Guilherme Cará e Clodoaldo da Cunha Pinta Júnior e a engenheira de ensaios em voo Fernanda Lages (Embraer)

A tripulação do primeiro voo do novo E195-E2 foi formada pelos pilotos Guilherme Cará e Clodoaldo da Cunha Pinta Júnior e a engenheira de ensaios em voo Fernanda Lages (Embraer)

Gigante brasileiro

O E195-E2 é o maior avião comercial desenvolvido no Brasil, com 41 metros de comprimento e capacidade para transportar até 146 passageiros. O novo modelo ganhou mais três metros de extensão comparado ao E195, o que permitiu acrescentar mais três fileiras de assentos na cabine.

A autonomia da aeronave também aumentou significativamente, sobretudo pelo uso de novos motores com menor consumo de combustível (cerca de 20%). O E195-E2 tem alcance máximo de 4.800 km, enquanto o modelo da primeira geração alcance cerca de 4.200 km.

O primeiro voo do novo protótipo durou três horas (Embraer)

O primeiro voo do novo protótipo durou três horas (Embraer)

A nova família de jatos comerciais da Embraer ainda prevê a produção do E175-E2, o menor avião da série, com capacidade para 80 passageiros e alcance de 3.800 km. O lançamento do modelo é esperado para meados de 2020.

A entrega do primeiro E190-E2, que vem sendo testado em voo desde maio de 2016, está programada para abril do próximo ano, para a companhia Widerøe, da Noruega.

Veja mais: Embraer envia cargueiro militar KC-390 para testes nos EUA